Analista (Administração de Banco de Dados) Duque de Caxias, Rio de Janeiro

Procurando por Analista (Administração de Banco de Dados) ou emprego de Analista (Administração de Banco de Dados) em Duque de Caxias? Encontre aqui endereços e telefones de profissionais e agências de emprego em Duque de Caxias que podem te ajudar a encontrar Analista (Administração de Banco de Dados) ou emprego de Analista (Administração de Banco de Dados). Aproveite para conseguir dicas e mais informações com nossos artigos informativos e conhecer mais sobre a carreira de Analista (Administração de Banco de Dados).

Grupo Francis
(21) 2671-1497
Rua Conde Porto Alegre 477 gr 507
Duque de Caxias, Rio de Janeiro
 
Gelre Trabalho Temporário
(21) 2564-4639
Avenida 13 de Maio 23
Rio de Janeiro, Rio de Janeiro
 
Centro Tv
(21) 2286-8946
Rua Viúva Lacerda 58
Rio de Janeiro, Rio de Janeiro
 
Prata Recursos Humanos e Assessoria Empresarial Ltda
(21) 2238-0174
Rua Uberaba 36
Rio de Janeiro, Rio de Janeiro
 
Centro de Biologia Experimental Oceanus
(21) 3449-6456
Rua Almirante Cochrane 37 lj 1
Rio de Janeiro, Rio de Janeiro
 
Cyber Empregos
(21) 3768-5010
Rua Airton 5
Nova Iguaçu, Rio de Janeiro
 
Topsports
(21) 2103-7700
Rua Visconde de Ouro Preto 75
Rio de Janeiro, Rio de Janeiro
 
Ocitel Telecomunicoes Ltda
(21) 2196-1717
Rua Cuba 332 - 3
Rio de Janeiro, Rio de Janeiro
 
Voice Assessoria e Eventos Ltda
(21) 3439-8624
Rua Barão do Bom Retiro 2531 ap 201
Rio de Janeiro, Rio de Janeiro
 
Farmatome Anp
(21) 3095-8585
Rua da Glória 290 - 12
Rio de Janeiro, Rio de Janeiro
 

Analista (Administração de Banco de Dados)

Descrição do Cargo de Analista (Administração de Banco de Dados)

Responder pela administração dos bancos de dados existentes na empresa, dentro de parâmetros de segurança e integridade, tendo em vista as inovações tecnológicas e as alterações necessárias às aplicações. Projetar estruturas de novos bancos de dados, bem como desenvolver programas utilitários, orientando usuários na utilização do sistema.

Formação necessária para ser Analista (Administração de Banco de Dados)

Esta é uma área da ciência da computação dedicada ao gerenciamento das informações geradas e distribuídas nas redes de computadores.

Formação Básica

É recomendável ter formação universitária em sistemas de informação, ciência da computação ou engenharia da computação e cursos complementares em informática e rede. Domínio do inglês é indispensável.

Formação Adicional

Para quem deseja se especializar na área, algumas opções de pós-graduação podem ser encontradas, como:

∗ Ciência da Computação – USP – São Paulo – SP / Unicamp – Campinas – SP / UFMG – Belo Horizonte – MG / UFMS – Campo Grande – MS

∗Informática Aplicada – PUC – PR

∗Sistemas e Computação – IME – RJ

∗Informática – PUC – RJ

∗Engenharia de Sistemas e Computação – UFRJ – RJ

Catho Recomenda

Para auxiliar o seu desenvolvimento nesta área, apresentamos os cursos online oferecidos pela Catho Online. Esses cursos estão disponíveis gratuitamente para os assinantes Catho e não assinantes podem fazê-los mediante pagamento.

Para este cargo, sugerimos a realização dos seguintes cursos online:

- Gestão do Tempo;
- Gestão de Projetos.

A Catho Educação oferece diversos cursos onlines e presenciais para alavancar a sua carreira.

Mercado de Trabalho para Analista (Administração de Banco de Dados)

Mercado de trabalho em expansão.

Consulte vagas de emprego para Analista de Banco de Dados.

Aspectos Favoráveis

O mercado de trabalho para profissionais que tenham conhecimento e experiência nas áreas de informática, comunicação de dados e telecomunicações está em franca expansão. Administradores de rede e de bancos de dados são indispensáveis nas empresas de portes médio e grande que trabalham com sistemas em rede e em ambiente informatizado, nas áreas de prestação de serviços, indústria e comércio, em geral sediadas nos grandes centros urbanos. Há muita oferta de empregos para os profissionais qualificados.

Aspectos Desfavoráveis

Embora o mercado de trabalho se encontre em expansão, a competitividade é muito grande. Não há no Brasil um órgão que regularmente a profissão, o que faz com que profissionais de diversas áreas envolvam-se com a computação, acumulando conhecimento e experiência suficientes para tomar o lugar de alguém com formação específica para a área.