BMW K 1200 R Parnaíba, Piauí

Procurando pela moto BMW K 1200 R em Parnaíba? Encontre aqui endereços e telefones de concessionárias de motos em Parnaíba que podem te ajudar a encontrar a moto BMW K 1200 R. Aproveite para conseguir dicas e mais informações com nossos artigos informativos e conhecer outros tipos de motos disponíveis na sua região.

Parnauto Motos
(86) 3321-2712
Avenida Princesa Isabel 150
Parnaíba, Piauí
 
Daniel Peças Motos
(86) 3322-4730
Avenida Princesa Isabel 1122
Parnaíba, Piauí
 
Mb Motos
(86) 3323-2164
Avenida Deputado Pinheiro Machado 671
Parnaíba, Piauí
 
Moto Clínica o G
(86) 3323-1572
Avenida 3 de Maio 1225
Parnaíba, Piauí
 
Moto Peças o Camarão
(86) 3363-1396
Rua Euclides de Miranda 490
Buriti dos Lopes, Piauí
 
Motopeças o Dedinho
(86) 3321-1404
Avenida Princesa Isabel 1270
Parnaíba, Piauí
 
Delta Motos
(86) 3323-2513
Rua Caramuru 640
Parnaíba, Piauí
 
Júnior Motos
(86) 3321-1049
Rua Caramuru 299
Parnaíba, Piauí
 
Canaã Motos
(86) 3322-8108
Rua Tabajara 974
Parnaíba, Piauí
 
Casa do Motoqueiro
(86) 3321-1767
Avenida Álvaro Mendes 1205
Parnaíba, Piauí
 

BMW K 1200R: Tecnologia nua e crua

Antes de subir na naked BMW K 1200R, o ousado design chama a atenção. Motor e quadro descobertos deixam a moto “nua”.

Na frente, os dois faróis assimétricos cobertos por uma pequena bolha são marcas da ousadia alemã. Mas as surpresas não param por aí. Basta despertar seu motor de quatro cilindros em linha, posicionado transversalmente, para que se perceba a alma esportiva dessa naked.

Derivado da esportiva K 1200S — a primeira moto na história da BMW a usar essa arquitetura de motor —, o propulsor de 1.157 cm³ e quatro válvulas por cilindro é alimentado por injeção eletrônica e emite um grave som pela única saída de escape.

Com refrigeração líquida, produz 165 cv de potência máxima a 10.250 rpm e oferece 12,9 kgf.m de torque a 8.250 giros. Na prática, isso se traduz em uma moto rápida nas acelerações e com velocidade final acima dos 250 km/h. Mas o motor potente, e aparente, é somente uma das qualidades dessa naked.

Os olhos não vêem

Apesar da ausência da carenagem, muita tecnologia está escondida nessa BMW. A começar pelo conjunto de suspensões. Na traseira, o monobraço oscilante traz também o eixo-cardã, responsável pela transmissão final. Na dianteira, o revolucionário sistema “Duolever” da marca traz apenas um conjunto mola-amortecedor, isolando o guidão das oscilações, comuns no tradicional garfo telescópico. Para completar, tudo isso pode ser ajustado eletronicamente pelo simples toque de um botão no punho direito.

Trata-se do ESA (Eletronic Suspension Adjustment) que regula tanto a carga da mola como a compressão e o retorno, de acordo com o estilo de pilotagem — esportivo, normal e conforto. O ESA equipa apenas a versão top de linha da K 1200R.

Os freios, discos duplos de 320 mm na frente e disco simples de 265 mm atrás, também contam com a ajuda da eletrônica. Trazem sistema anti-bloqueio (ABS) que garante frenagens seguras e progressivas.

Completando a parte ciclística está o belo quadro de dupla trave superior, feito em liga-leve e que conta com o motor como parte integrante da estrutura. Em conjunto com as suspensões e os pneus esportivos sem câmara — 120/70-17 (dianteiro) e 180/50-17 (traseiro) —, garante estabilidade para se acelerar à vontade e também bastante firmeza para se contornar curvas de maneira radical.

Pilotagem

Com tanta tecnologia e um potente motor a seu dispor, resta ao motociclista acelerar e aproveitar as qualidades da K 1200R. Assim como seu propulsor e seu quadro, a posição das pedaleiras deriva da sua irmã mais esportiva, a K 1200S.

Porém, nessa naked o ângulo de cáster é menor, garantindo assim mais agilidade nas manobras e mudanças de direção. A mesa de direção também é diferente, proporcionando uma posição de pilotagem mais ereta.

Na tocada, as diferenças ficam por conta da relação final um pouco mais curta, o que melhora a aceleração, mas reduz um pouco a velocidade final. Na prática, essa redução acontece até mesmo por parte do piloto que, no caso da naked K 1200R, tem de economizar no acelerador, uma vez que não conta com a proteção aerodinâmica da carenagem integral.

No “cockpit”, o motociclista enxerga dois mostradores de leitura analógica — velocímetro e conta-giros — e uma pequena tela de cristal líquido, que traz informações de um pequeno computador de bordo, como temperatura do motor, autonomia, consumo, além da marcha engatada.

Computador de bordo está disponível apenas na versão TOP, que custa R$ 79.500, e traz ainda ABS, o sistema ESA e rodas esportivas. A versão mais básica, chamada de SPORT, sai por R$ 73.500. A tecnologia tem seu preço.

Ficha Técnica

Motor: quatro cilindros em linha, quatro tempos, 1157 cm³, quatro válvulas por cilindro e refrigeração líquida
Diâmetro x curso: 79 mm x 59 mm
Compressão: 13,0: 1
Potência máxima: 165 cv a 10.250 rpm
Torque máximo: 12,9 kgf.m a 8.250 rpm
Alimentação: Injeção eletrônica BMS-K
Câmbio: 6 marchas
Transmissão: eixo-cardã
Comprimento: 2.228 mm
Largura: 856 mm
Altura: 1.095 mm
Altura do banco: 820 mm
Entre-eixos: 1.580 mm
Peso (a seco): 211 kg
Tanque de gasolina: 19 litros (4 litros de reserva)
Quadro: Trave dupla superior em liga com motor fazendo parte da estrutura
Suspensões: Duolever na dianteira e monobraço (Paralever) na traseira ajustável eletronicamente
Pneus: 120/70-17 na dianteira e 180/50-17 na traseira
Freios: disco duplo de 320 mm de diâmetro na dianteira e disco simples de 265 mm na traseira
Cores: amarela, prata e preta
Preço: R$ 79.500 (versão TOP)

Fotos: Mario Villaescusa.

Clique aqui para ver anúncios da BMW