Centros Hípicos e Haras Maceió, Alagoas

Procurando por Centros Hípicos e Haras em Maceió? Encontre aqui endereços e telefones de veterinários, pet shops, lojas e profissionais especializados em Maceió que podem te ajudar a encontrar Centros Hípicos e Haras em sua cidade. Aproveite para conseguir dicas e mais informações sobre Centros Hípicos e Haras com nossos artigos educativos.

Clínica Veterinária Alagoas Maceió
(82) 3357-5117
av Dr Antônio Gomes Barros, 1176 qd 9 Jatiuca
Maceió, Alagoas

Dados Divulgados por
Centrovet
(82) 3223-3040
r França Morel, 225 c A Centro
Maceió, Alagoas

Dados Divulgados por
Dog Mania & Cia
(82) 3328-3116
av Men Marcelo, 298
Maceió, Alagoas

Dados Divulgados por
Hospital Veterinária
(82) 2121-6464
r Da Constânça G Monteiro, 18 Poço
Maceió, Alagoas

Dados Divulgados por
Clínica Veterinária Mundo Animal
(82) 3344-3204
av Pratagy, 696 B Benedito Bentes
Maceió, Alagoas

Dados Divulgados por
Bichos & Bichanos
(82) 3235-1290
av João Davino, 637 Mangabeiras
Maceió, Alagoas

Dados Divulgados por
Clínica Veterinária Jéssica rações
(82) 3324-5853
Cj NS Aparecida, 5 qd C Santa Lucia
Maceió, Alagoas

Dados Divulgados por
Império Animal
(82) 3326-2815
r Cincinato Pinto, 158 Centro
Maceió, Alagoas

Dados Divulgados por
Clinica Veterinaria Constant Vet
(82) 3336-0474
av Sta rita Cássia, 147 Farol
Maceió, Alagoas

Dados Divulgados por
Companhia do Bicho Centro Veterinário
(82) 3377-0049
r Eng Mário Gusmão, 325Ponta Verde
Maceió, Alagoas

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Como ensinar um cavalo a levar uma pessoa no dorso

Ensinar um cavalo a levar uma pessoa (ser cavalgado) pode ser fácil ou difícil. O nível de dificuldade depende de dois fatores principais: a idade e o tamanho do cavalo. Evidentemente, quanto mais jovem e menor for o cavalo, mais fácil será ensiná-lo a levar uma pessoa.
O equipamento necessário não depende do tamanho do cavalo. De qualquer modo, fácil ou difícil, o treinador precisará de um cabresto bem ajustado, uma rédea e um chicote.

Conforme mencionado antes, é mais fácil ensinar um cavalo a levar uma pessoa se ele ainda for um potro, e não tiver sido afastado da sua mãe. Se este for o caso, é mais fácil para todo mundo se houver duas pessoas envolvidas no treinamento: uma para manejar a égua, e outra para manejar o potro.

Primeiro, capture e ponha cabresto na mãe do potro. Depois de ter pego a mãe, capture e ponha cabresto no potro. É bem provável que seja necessário as duas pessoas para capturar o potro e por-lhe um cabresto nas primeiras vezes, especialmente se ele não estiver acostumado a ser manejado pelas pessoas. É claro que, se este potro teve contato humano desde que nasceu ou logo após, este passo é fácil. Se o potro não teve nenhum contato humano, este passo pode ser um dos mais difíceis de realizar, ao menos nas primeiras vezes. No entanto, com um pouco de paciência este passo torna-se mais fácil.
A pessoa que está manejando a égua deve começar a conduzir a égua lentamente para diante, e a pessoa que está manejando o potro deve deixá-lo seguir a égua. O treinador do potro deve segurar a rédea deixando-a um pouco solta, mas não pendurada o suficiente para enroscar-se no potro ou no treinador.
Repita os passos 1 a 3 até que o potro esteja seguindo a sua mãe sem problemas. Estes três passos são importantes porque permitem ao potro começar a andar acompanhado de uma pessoa, bem como acostumar-se com o cabresto e com a rédea. Estes três passos também ajudam a acostumar o potro a ter a pessoas tocando-o e manipulando-o. Com a sua mãe por perto, o potro não se estressará tanto quanto se estressaria se ela não estivesse participando deste treinamento.
O passo 4 tem lugar depois que o potro estiver andando com uma pessoa, sem problemas, seguindo sua mãe. Este passo coloca o potro em contato com uma rédea mais curta, o que põe mais pressão sobre a sua cabeça, através do cabresto. O treinador encurta a rédea para um comprimento em que seja confortável para ele conduzir um cavalo, e segura o excesso com a mão esquerda. No entanto, não enrole o final da rédea na mão esquerda, porque isto se tornará um problema se o potro resolver fugir. O potro é conduzido andando atrás da égua durante alguns dias, com a rédea encurtada entre o potro e o treinador. Agora também é uma boa hora para começar a virar o potro enquanto ele está sendo conduzido. O treinador vira o potro simplesmente segurando a rédea abaixo do queixo do potro com a mão direita, e puxando-a na direção para onde quer virar. Este passo ajuda o potro a acostumar-se mais com o treinador e com a sensação da rédea e da pressão do cabresto em sua cabeça.
Agora, a meta é ensinar o cavalo a andar lado a lado com outro cavalo. O treinador irá mover o potro para perto de sua mãe. O treinador deve ficar do lado do ombro esquerdo do potro, entre o potro e sua mãe, olhando para a mesma direção que os dois cavalos. Os dois cavalos são conduzidos, lado a lado, por mais alguns dias, até que o potro esteja à vontade com este passo. Este passo é importante para ensinar ao potro que ele pode ser conduzido ao lado de outro cavalo, sem ter que necessariamente segui-lo de perto, atrás. Este passo pode ser realizado com outro cavalo que não a mãe do potro. Este é o último passo, antes de conduzir o potro isoladamente. O potro ainda poderá protestar, empacando (recusando-se a andar) ou disparando (tentando fugir). O treinador deve estar preparado para lidar com qualquer das duas situações, e continuar a conduzir o potro até que ele se deixe conduzir corretamente, sem ter nenhuma destas reações impróprias.
Ajuste fino da condução do potro. Neste passo, o potro é ensinado a permanecer em seu espaço, ou deixar espaço entre ele e o treinador. Este espaço pode ser importante se o potro levar um susto e resolver correr. Para realizar esta parte do treinamento, simplesmente empurre o potro na distância desejada, com a sua mão direita. O comprimento da rédea também auxiliará a determinar a distância a que o potro fica do treinador. Quanto mais curta for a rédea, mais perto o potro estará do treinador.
Se o potro já foi afastado de sua mãe, pode ser um pouco mais difícil ensiná-lo a levar uma pessoa no dorso, mas ainda assim pode ser feito. Os passos para ensinar um cavalo a andar sem o auxílio de sua mãe são diferentes dos passos do treinamento em que a mãe está envolvida.

Reúna o equipamento, que é o mesmo utilizado para ensinar um potro com a ajuda da mãe (um cabresto, rédea e um chicote). A única diferença é que o cabresto e a rédea para a égua não são necessários. Ainda é útil ter mais uma pessoa auxiliando no treinamento, para o caso de o treinador precisar ajuda adicional com o cavalo. O treinador também precisará muita, muita paciência e perseverança, provavelmente mais do que um treinador que está ensinando um potro com a sua mãe.
Capture o cavalo. Este pode ser o passo mais difícil de todos, especialmente se é um cavalo em que nunca foi posto cabresto, ou que nunca teve contato humano. O treinador poderá precisar de ajuda para este passo. Eu descobri que a maneira mais fácil de capturar um cavalo nesta situação é cercá-lo em um canto, de modo que o cavalo possa ver o treinador, ao mesmo tempo em que você se mantém afastado da cerca. O cavalo estará entre o treinador e o canto. Quando o cavalo estiver restringido ao canto e encarando o treinador, o treinador caminhará até o ombro esquerdo do cavalo, em silêncio e segurando o cabresto e a rédea.
Os treinadores devem sempre estar atentos á sua localização em relação ao cavalo. O ombro esquerdo é um bom lugar para estar porque nesta situação existe pouco perigo de um coice ou de o cavalo disparar. Então, o treinador passa a rédea em volta do pescoço do cavalo e, enquanto segura o cavalo com a rédea, coloca o cabresto na cabeça do cavalo.
Estando parado ao lado do ombro esquerdo do cavalo, o treinador segura a rédea com a mão direita, deixando uma tira suficiente para permanecer a uma distância segura do cavalo, mas esticada o suficiente para o treinador ser capaz de controlar o cavalo. A seguir, o treinador segurará o restante do comprimento da rédea com a mão esquerda, tendo o cuidado de não enrolá-la na mão. Neste momento, a rédea está corretamente colocada nas mãos do treinador, e é hora de o mesmo segurar o chicote com a mão esquerda, com o cabo para cima e as tiras do chicote para baixo. O treinador deve manejar o chicote com muito cuidado e critério, e não mostrá-lo nem utilizá-lo para assustar ou intimidar o cavalo. Agora, o treinador deve caminhar devagar para frente, aplicando uma pequena pressão à rédea, que se transmitirá para o cabresto, sinalizando ao cavalo para se mover. Então, o cavalo terá uma das seguintes reações: deixar-se conduzir facilmente, recuar ou tentar sair em disparada. O treinador deve estar preparado para qualquer uma destas três reações.
O quarto passo depende da reação do cavalo no terceiro passo:
Se o cavalo simplesmente andar com o treinador como se já estivesse habituado a ser conduzido, o treinador deve simplesmente continuar a executar os três primeiros passos, até ter certeza de que o cavalo está-se deixando conduzir sem problemas.
Entretanto, se o cavalo resolver recuar ou fugir do treinador enquanto este tenta conduzi-lo, o treinador deve erguer a rédea, procurando obter o controle sobre o cavalo. Isto em geral é conseguido puxando a cabeça do cavalo, de modo que ele fique olhando para o treinador. Quando o cavalo estiver sob controle e o treinador o fez recuperar a compostura, o treinador pode tentar novamente conduzir o cavalo.

Se o cavalo tentar sair em disparada, ou recusar-se a se mover, o treinador deverá utilizar as tiras do chicote para dar pequenas pancadas na parte traseira do cavalo. Isto é feito com muito cuidado, com o chicote na mão esquerda do treinador, e por trás das costas do treinador. Nunca bata com força com o chicote; você não está disciplinando o cavalo, está apenas tentando instigá-lo a se mover. O treinador deve segurar a rédea firmemente esticada enquanto realiza estas ações, porque o cavalo pode alternar entre ir para frente para correr, ou voltar para trás para recuar; o treinador deve estar preparado para qualquer destas duas reações.
O próximo passo é fácil de lembrar, mas pode não ser muito fácil de ser realizado. Simplesmente repita os passos de 1 a 4 diariamente, ou até não encontrar mais problemas em conduzir o cavalo. O tempo necessário para treinar um cavalo para se deixar conduzir depende inteiramente do cavalo e do treinador. Alguns cavalos necessitam de mais tempo para serem treinados, e alguns treinadores conseguem fazê-lo mais rapidamente porque têm mais experiência em treinar cavalos.
Ferramentas Necessárias

Cabresto
Rédea