Cirurgia de Orelhas Abaetetuba, Pará

Procurando por mais informações sobre Cirurgia de Orelhas em Abaetetuba? Encontre aqui endereços e telefones de hospitais e médicos em Abaetetuba que podem esclarecer suas dúvidas sobre Cirurgia de Orelhas. Aproveite para conseguir dicas e mais informações com nossos artigos informativos e conhecer os hospitais e médicos de sua região.

CEMA-Centro Médico de Abaetetuba
(91) 3751-1462
tv Pedro Pinheiro Paes, 77, Algodoal
Abaetetuba, Pará

Dados Divulgados por
Consultório Dr Alberto da Silva Araújo Filho
(91) 3751-1145
av Pedro Rodrigues, 424, Algodoal
Abaetetuba, Pará

Dados Divulgados por
Hospital Júlia Seffer
(91) 3751-2727
r Pedro Borges Rêgo, 1306, Santa Rosa
Abaetetuba, Pará

Dados Divulgados por
Elza B Brito
(91) 3751-1892
r Br Do Rio Branco, 1877, Centro
Abaetetuba, Pará

Dados Divulgados por
José Manoel M Rodrigues Brandão
(91) 3751-2178
r Siqueira Mendes, 1675, Centro
Abaetetuba, Pará

Dados Divulgados por
Clínica São José
(91) 3751-1689
r Siqueira Mendes, 1258, Algodoal
Abaetetuba, Pará

Dados Divulgados por
Clinicardio Clínica de Cardiologia
(91) 3751-2445
tv Pedro Pinheiro Paes, 234, Algodoal
Abaetetuba, Pará

Dados Divulgados por
Silva, Manoel J L
(91) 3751-1917
av Dom Pedro II, 613, Centro
Abaetetuba, Pará

Dados Divulgados por
Hospital Geral Abaetetuba Ltda
(91) 3751-2271
av Dom Pedro II, 1538, Centro
Abaetetuba, Pará

Dados Divulgados por
Maternidade Dr Edilson Souza
(91) 3751-1245
av Pedro Rodrigues, 349, Algodoal
Abaetetuba, Pará

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Cirurgia de orelhas

A otoplastia tem por objetivo corrigir orelhas por demais proeminentes que podem causar desconforto não só estético como psicológico devido a frequentes comentários desagradáveis, principalmente entre crianças. A cirurgia corrige três defeitos básicos da orelha de abano:  ângulo demasiadamente aberto, ausência de curvas internas características e por último tamanho exagerado da concha auricular. Na grande maioria dos casos a queixa é completa, ou seja, todas estas caracterísitcas estão presentes, mas em poucos casos ocorre uma forma parcial, que demanda uma cirurgia menor.

Podem ser submetidas a esta cirurgia crianças a partir de 6 anos e adultos. A anestesia para as crianças é a geral, enquanto adolescentes e adultos costumam fazê-la sob anestesia local e sedação. Toda a operação é feita pela região posterior da orelha, de maneira a sconder a cicatriz na parte de trás, não visível.

Essa cirurgia oferece um melhor posicionamento nos casos de orelha de abano, aproximando a cartilagem auricular ao crânio de  forma natural . Não são aceitos hoje em dia resultados artificiais, orelhas por demais coladas ou até dobradas para trás, que deixam um estigma, uma evidência de que foi operada.

É importante frisar que podem existir eventuais assimetrias  antes  da cirurgia e que por mais que se tente deixá-las completamente simétricas pode haver a permanência de uma pequena diferença, visível somente num exame mais detalhado.

O curativo inicial costuma ser maior, às vezes enfaixando a cabeça. Tal curativo é chamado de capacete e permanece por poucos dias, sendo aberto e refeito frequentemente. Depois de algum tempo substitui-se o “capacete” por um curativo menor, usualmente gazes cobertas por uma faixa de tenista. Os pontos são retirados em 10 dias.