Composição do Solo Blumenau, Santa Catarina

Procurando por Composição do Solo em Blumenau? Encontre aqui endereços e telefones de lojas e profissionais especializados em Blumenau que podem te ajudar a encontrar Composição do Solo em sua cidade. Aproveite para conseguir dicas e mais informações sobre Composição do Solo com nossos artigos educativos.

Empreiteira Schatz
(47) 3323-6410
Rua Carlos Plautz 87
Blumenau, Santa Catarina
 
Elmo Tribes
(47) 3334-0452
Rua Júlio Alpen 116
Blumenau, Santa Catarina
 
Reforma e Construção Santos
(47) 9138-4733
Rua José Mondini, 480
Gaspar, Santa Catarina
 
Empreiteira Mão-De-Obra Fial
(47) 3387-6381
Rua 15 de Novembro 10588
Pomerode, Santa Catarina
 
Empreiteira de Mão de Obra Cg
(47) 3395-0093
Rua Atiradores 2330
Pomerode, Santa Catarina
 
Construkasa
(47) 3334-1519
Rua Bertha Müller 120
Blumenau, Santa Catarina
 
Empreiteiras de Mão de Obra Gotardo
(47) 3328-4211
Rua Arnoldo Régis 341
Blumenau, Santa Catarina
 
Silber
(47) 3332-9003
Rua Henrique Nicoletti 45
Gaspar, Santa Catarina
 
Empreiteira Mão-De-Obra Marowski
(47) 3387-6184
Rua Atiradores 7993
Pomerode, Santa Catarina
 
Reimar Luedtke
(47) 3387-6969
Rua Gustavo Ludtke 140
Pomerode, Santa Catarina
 

Como aprender sobre amostra, teste e análise de solo: composição do solo

Analisar o solo é um passo necessário para determinar o que suas plantas vão precisar para crescerem e serem saudáveis. Sem uma idéia clara da composição do seu solo, você pode colocar todo o tipo de coisas nele, mas podem não ser as coisas certas, ou podem ser completamente desnecessárias. Pense nisso como tentar fazer o ensopado de carne de sua avó sem uma receita – você provavelmente pode adivinhar alguns dos ingredientes certos, mas sem a receita o ensopado nunca vai sair exatamente do jeito que você esperava.
Com que freqüência você deve testar seu solo? A resposta óbvia é: quando você fizer um novo jardim. Porém, você também pode realizar uma análise do solo de cinco em cinco anos, mais ou menos, só como forma de precaução. O equilíbrio de minerais no solo vai mudar à medida que suas plantas consomem alguns dos minerais presentes e possivelmente acrescentam outros ao solo. Uma outra situação em que uma análise do solo pode ser útil é quando suas plantas, ou mesmo o gramado, não estão se desenvolvendo como você acha que deveria. Embora às vezes você possa descobrir o que há de errado com suas plantas pelos sintomas que apresentam, uma análise do solo vai lhe dar uma resposta mais definitiva. A análise do solo também lhe dirá sobre o equilíbrio do pH do seu solo. Isto pode ser útil se você está colocando plantas que têm preferências definidas sobre o tipo de solo em que são plantadas. Por exemplo, você jamais terá a belíssima cor azul escuro pela qual as hortênsias são famosas, se as plantar em solo alcalino.
Qual é a maneira correta de se tirar amostras do solo? O primeiro passo consiste em saber como obter uma amostra adequada do solo. Você precisará remover qualquer vegetação da superfície do solo, como as gramíneas, plantas ou bagaço. A seguir, usar uma pá, espátula ou um ancinho para retirar uma placa de solo de aproximadamente seis centímetros de profundidade. Coloque a amostra do solo em um saco plástico ou balde limpo. Repita esse processo de dez a quinze vezes, dependendo do tamanho da área da qual você está fazendo a amostra. Isso ajuda a garantir que a amostragem seja tão representativa quanto possível da área que está sendo analisada. Não faça amostras de áreas que já foram tratados quimicamente, porque não refletem com exatidão a composição do seu solo.
Para onde posso enviar a amostra de solo para análise? Muitas universidades oferecem o serviço de análise de solo, ou têm informação sobre laboratórios que dispõem do recurso. Você também pode informar-se na secretaria da agricultura ou do meio ambiente, da sua cidade ou de seu estado, ou na Embrapa – em Brasília, no seu estado, ou diretamente na Embrapa Solos (localizada no Jardim Botânico, Rio de Janeiro). Estas divisões do governo, ou terão o serviço, ou saberão orientar você. O site da Embrapa Solos tem inclusive informações completas sobre como coletar amostras de solo para análise. Faça uma pesquisa no seu mecanismo de busca preferido, e use as palavras “laboratório”, “análise de solo”, e o nome de sua cidade ou estado. A sua melhor opção é um laboratório da sua própria região, porque estarão mais familiarizados com as legislações referentes ao solo na sua região, bem como com os solos aí existentes (incluindo o seu). Escolha um laboratório, entre em contato e providencie o material necessário para colher as amostras. Siga à risca as instruções do laboratório quanto à coleta e os procedimentos para o envio das amostras.
Que análises serão realizadas na amostra do solo? A análise irá determinar os níveis dos minerais mais importantes presentes em seu solo, que são fósforo, potássio, cálcio, magnésio, ferro e zinco. Ela também vai determinar o equilíbrio do pH do seu solo – um equilíbrio pH abaixo de 7 é considerado ácido, e acima de 7 é considerado alcalino. Isto pode economizar-lhe muito dinheiro, pois você pode decidir a quantidade e o tipo de adubo certo para o seu solo. Esta é também uma forma mais ecologicamente correta de aplicar fertilizantes, do que simplesmente sair espalhando o produto em cima do solo, seguindo as instruções da embalagem.

Depois de receber os resultados da análise, o que vem a seguir? Quando você receber os resultados da análise do seu solo, precisa decidir o que é necessário para corrigi-lo. Se você está plantando as hortênsias de que falamos acima, e a análise do solo mostra que você possui um solo alcalino, precisará adicionar materiais como musgo, enxofre ou sulfato de amônio. Isto é especialmente importante se o pH do solo for superior a 8,0, porque solos extremamente alcalinos impedem os sais minerais de estarem disponíveis para as plantas. Você também terá que decidir sobre uma adubação adequada, com base nos resultados da análise. Se o teste mostra níveis invulgarmente baixos de potássio, escolha um fertilizante com uma alta taxa deste mineral para compensar.

Uma vez que você determinou exatamente os desafios que tem pela frente, pode começar a trabalhar para criar o solo perfeito – ou, pelo menos, dando-lhe o melhor tratamento possível com base em informações, e não agindo às cegas!