Concessionária Yamaha Vitória, Espírito Santo

Procurando por Concessionária Yamaha em Vitória? Encontre aqui endereços e telefones de concessionárias de motos em Vitória que podem te ajudar a encontrar Concessionária Yamaha. Aproveite para conseguir dicas e mais informações com nossos artigos informativos e conhecer outros tipos de motos disponíveis na sua região.

Jh Moto
(27) 3026-7814
Avenida Fernando Ferrari 2987
Vitória, Espírito Santo
 
Cb Motos
(27) 3229-9988
Avenida Carlos Lindenberg 2340 lj 19 e lj 20
Vila Velha, Espírito Santo
 
Moto Racin
(27) 3216-6567
Rua Dom Bosco 43 lj 2
Cariacica, Espírito Santo
 
Comercial Ciclogeski
(27) 3336-8004
Avenida Cariacica 44
Cariacica, Espírito Santo
 
José Roberto Lopes Com Motopec e Rep
(27) 3341-3177
Avenida Goiânia 33
Serra, Espírito Santo
 
Ciclo Portes
(27) 3339-4432
Rua José de Alencar 16
Vila Velha, Espírito Santo
 
Moto Mania
(27) 3366-3032
Avenida Jerusalém 37 B
Cariacica, Espírito Santo
 
Ed Bike Bicicletas Peças e Acessórios
(27) 3226-8091
Rua Bom Pastor 94
Cariacica, Espírito Santo
 
Moto Janda
(27) 3226-6118
Rodovia BR-262 22 km 4,5
Cariacica, Espírito Santo
 
Speedy Motos
(27) 3289-4351
Avenida Jerônimo Monteiro 1469 - 3
Vila Velha, Espírito Santo
 

Concessionária Yamaha

Yamaha

 

A Yamaha Motor Corporation Ltd., que inicialmente fazia parte da Nippon Gakki Corporation, foi fundada por Genichi Kawakami em 1955.

Genichi Kawakami sucedeu seu pai aos 38 anos, como o quarto presidente da Nippon Gakki em 1950. Ele possuía uma ambição ardente em seu jovem coração. “É responsabilidade de um líder corporativo melhorar a performance da companhia e quando houver possibilidades financeiras, promover pesquisas dos próximos produtos que levarão ao desenvolvimento de novos negócios”, dizia.

Com este ideal em mente ele começou, em novembro de 1953, a desenvolver um novo produto que poderia utilizar o equipamento de fabricação de hélices. Dez meses depois, o protótipo do primeiro modelo de motocicleta estava terminando.

A produção começou em janeiro de 1955 e as vendas no Japão iniciaram em fevereiro. Então, em 1º de julho a divisão de motocicletas da Nippon Gakki foi expandida para estabelecer a Motor Co. Ltd.

Tudo começou com a motocicleta de 125cc YA-1, conhecida popularmente como “Akatombo” ou “libélula vermelha”. Foi a primeira motocicleta da companhia, símbolo da qualidade, do desenvolvimento e da originalidade que desde então identificam a marca Yamaha.

Naqueles primeiros dias com um mercado em ascensão, a Yamaha Motor teve a idéia de participar de corridas como a melhor estratégia para mostrar claramente a superioridade do produto e alargar o reconhecimento da marca Yamaha.

Dez dias após a fundação em 1º de julho de 1955, a equipe Yamaha venceu a 3ª Corrida de Subida do Monte Fuji e varreu os primeiros lugares nas competições que se sucederam até o ano seguinte no Japão, quando passou a participar e destacar-se também em competições internacionais

A marca

O nome usado pela Yamaha Motor originou-se no nome de Torakusu Yamaha, o fundador de sua companhia matriz, Nippon Gakki (atual Yamaha Corporation). Torakusu Yamaha nasceu em 1851 — o terceiro filho de um astrônomo que serviu ao clã Kishu Tokugawa —, numa era em que o Japão presenciava enormes reformas à medida que se transformava de um país feudal numa sociedade moderna.

Aos 35 anos, consertava órgãos avariados numa escola primária em Hamamatsu quando lhe veio a  idéia de construir ele mesmo os órgãos. Superou grandes dificuldades e teve sucesso na produção do primeiro órgão feito no Japão em 1887. A Yamaha Reed Organ Manufacturing Company foi montada em 1888. Ele fundou a companhia Nippon Gakki e foi o seu primeiro presidente em 1897.

O emblema da Yamaha Motor, um arranjo de três diapasões usados para afinar instrumentos musicais, foi definido pela Nippon Gakki em 1898 e tem sido usado pela Yamaha Motor desde a sua fundação.

Os três diapasões no emblema original incorporavam a idéia de “três braços de produção, marketing e tecnologia ousadamente ascendendo para o mundo”.

Fazendo história no Brasil

Em 1970, o Brasil comemorava o título de Campeão da Copa do Mundo de Futebol, pela primeira vez transmitida pela televisão via satélite, e tinha acabado de ganhar outro prêmio: a primeira indústria de motocicletas do país, a Yamaha Motor do Brasil (YMDB).

Com as portas abertas para o mercado de motocicletas, o grupo japonês botou a mão na massa e decidiu, em 1971, que começaria pela importação e venda de motocicletas Yamaha, peças genuínas e prestação de serviços.

Não foi só a cultura oriental que os japoneses trouxeram para o Brasil. Nessa época chegam as primeiras motos de média cilindrada e as famosas 650 quatro tempos. Da terra do Sol Nascente veio também a garra de um povo empreendedor e obstinado, que queria a todo custo fazer a roda continuar a girar, na potência máxima, também no Brasil.

Com a bagagem recheada de tecnologia e modernidade, não se tiveram dúvidas. A terra brasilis tinha tudo que os executivos japoneses procuravam para instalar a marca Yamaha na América do Sul. Apesar da crise do petróleo, em 1974 a Yamaha trabalhava a todo vapor em seu chão de fábrica na cidade de Guarulhos, em São Paulo.

No ano seguinte, foi inaugurada a primeira indústria brasileira de motocicletas do país, no local estrategicamente escolhido por estar às margens da Rodovia Presidente Dutra, visando o acesso às principais capitais brasileiras.

Inicia-se a produção da primeira motocicleta de 50 cilindradas industrializada no Brasil, a RD 50, logo afetuosamente chamada de “cinquentinha”. Depois dela vieram a RD75 e a RX 80.

Em 1981, é constituída a Yamaha Administradora de Consórcio S/C Ltda, subsidiária da Yamaha Motor do Brasil. Em 1985, a Yamaha consolida ainda mais suas raízes no Brasil, inaugurando, na Zona Franca de Manaus, a Yamaha Motor da Amazônia, sua segunda fábrica.

On/Off Road

A Yamaha foi pioneira mundial no segmento On/Off Road, com o lançamento da Yamaha DT-1 em 1968. Em 1978, novamente o pioneirismo da Yamaha se faz presente com o lançamento do modelo TT 125, instituindo assim, o segmento de motocicletas on/off-road no mercado das motocicletas nacionais.

A Yamaha RD 350, uma esportiva que se consagrou junto aos motociclistas, foi a primeira produzida em série pela Yamaha Motor da Amazônia. Em 1988, com o lançamento da XT 600 Z Ténéré, a Yamaha apostava no forte potencial do mercado on/off-road de média-grande cilindrada.

Atenta aos desejos do consumidor, a Yamaha inicia, em 1992, a importação de modelos como: FZR 1000, XTZ 750 Super Ténéré, FJ 1200 e outros, além dos modelos de motos aquáticas Wave Runner 500 e, logo em seguida, o Wave Runner VXR. Todos sucesso de vendas no mercado internacional.

Em 2001, são produzidas duas motocicletas nessa categoria: XT 225 e XT 600 E. No ano seguinte, foi a vez da on/off road, a topa-tudo XTZ 125, modelo de 125cc desenvolvido no Japão em conjunto com o Brasil ser apresentado ao mercado.

Esse modelo compartilha a mesma base mecânica da YBR 125, porém seu design e concepção foram voltados para uma motocicleta de uso misto, que além de mais leve também proporciona excelente comportamento tanto para uso no asfalto, quanto na terra.