Dieta para Cães Maceió, Alagoas

Procurando por Dieta para Cães em Maceió? Encontre aqui endereços e telefones de veterinários, pet shops, lojas e profissionais especializados em Maceió que podem te ajudar a encontrar Dieta para Cães em sua cidade. Aproveite para conseguir dicas e mais informações sobre Dieta para Cães com nossos artigos educativos.

Clínica Veterinária Animal Amigo
(82) 3357-5117
Avenida Doutor Antônio Gomes de Barros 1176
Maceió, Alagoas
 
Caoveniencias Banho Tosa
(82) 3341-0099
Rua Sargento Nelmont 65
Maceió, Alagoas
 
Veterinária Quatro Patas
(82) 3328-1999
Avenida Menino Marcelo 9401
Maceió, Alagoas
 
Focinho e Cia
(82) 3221-6998
Rua Formosa 1246
Maceió, Alagoas
 
Kennel Veterinária
(82) 3327-9082
Rua Capitão Marinho Falcão 105
Maceió, Alagoas
 
Clínica Veterinária É o Bicho
(82) 3337-1241
Rua General João Saleiro Pitao, 65
Maceió, Alagoas
 
Dog Mania & Cia
(82) 3328-3116
Avenida Menino Marcelo 298
Maceió, Alagoas
 
Hospital Veterinário
(82) 2121-6464
Avenida Dona Constança de Góes Monteiro 18
Maceió, Alagoas
 
Pedigree Veterinária
(82) 3327-7547
Rua Professor Sandoval Arroxelas, 830
Maceió, Alagoas
 
Cani & Gatti Clínica Veterinária
(82) 3221-3373
Avenida Professor Loureiro 185
Maceió, Alagoas
 

Como experimentar uma dieta de alimentos crus para cães

A dieta de alimentos crus para cachorros está varrendo o país – e por boas razões. Dietas de alimentos crus, naturais são melhores para os cães, fornecendo-lhes alimentação mais nutritivas a mantendo-os mais saudáveis. Alimentos crus não precisam de toda aquela porcaria para os preservar, e são conservados a partir de ingredientes naturais. Simplesmente congelar, descongelar e servir!
Algumas pessoas estão céticas de que, se os seus cães comerem comida crua, uma de três coisas acontecerão:
•Os seus cães vão ‘desejar’ sangue e se transformar em comedores-de-humanos.

•Eles vão contrair salmonella ou outras bactérias de alimentos.

•Os seus cães vão ficar mimados.

Em primeiro lugar, quero lhes garantir que o seu cão não vai se tornar um vampiro por comer carne crua e ossos. Se comer alimentos crus os tornasse agressivos e os fizesse ter vontade de matar uns aos outros e nós também, então como explicar os vários lobos que vivem em harmonia? Se o sabor do sangue, transformasse os cães e seus primos em assassinos frios, nenhum cachorro iria sobrar, nem os seres humanos, porque os cachorros teriam devorado todos nós!

Caninos comem carne crua desde bem antes do homem, e continuarão a fazê-lo durante os próximos anos. Se o seu cachorro tem problemas de agressividade com comida, é possível que ele tenha esse problema desde sempre, e você deve procurar o aconselhamento de um treinador sobre como parar a agressão com alimentos antes de mudar para uma dieta de alimentos crus. A única razão é estabelecer limites antes de tentar mudar a dieta. Deixe-me acrescentar também que muitos dos ‘maus comportamentos’ dos cães agressivos está relacionado com uma dieta pobre.

Em segundo lugar, os sistemas digestivos dos cachorros funcionam muito diferente do nosso. Eles trabalham mais rápido e são mais ácidos, fazendo com que seja quase impossível que os cães fiquem doentes com bactérias alimentares do jeito que os humanos ficam. Você já notou que, depois que o seu cachorro come, ele precisa ir “lá fora”? Eles têm um sistema digestivo menor, e ele funciona mais rápido. Se você der ao seu cão certas frutas e vegetais, você deve ter notado que elas passam quase inteiras. Isto acontece porque não ficam no sistema durante tempo suficiente para que o ácido estomacal os quebre. Em outras palavras, de qualquer maneira o seu cão não está se beneficiando disso. Agora você sabe por que seu cachorro não fica doente quando se serve de algum animal atropelado de vez em quando. Ele pode contraír vermes de animais atropelados, mas a probabilidade de ele ter vermes com uma dieta de alimentos crus, quando adquiridos de um fabricante ou de carnes aprovadas pelo governo, é de quase zero a nenhuma. Não compre carne crua de uma fonte desconhecida, e congele o que você não vai usar em menos de uma semana imediatamente para reduzir a chance de bactérias (como você faria com a alimentação humana). Sempre consulte o seu veterinário se você achar que seu cachorro está com vermes ou tem diarréia há mais de 24 horas.

Em terceiro lugar, o seu cachorro vai ficar mimado, mas e daí? Você vai se sentir melhor sabendo que ele está tendo uma dieta melhor, ele vai ser mais feliz porque ele está recebendo uma variedade de alimentos E gosta dela, e vocês vão desfrutar passar mais anos juntos, a longo prazo. Então, vá em frente! Não vale a pena?

Os passos seguintes são um guia básico para um cão saudável. Por favor, consulte o seu veterinário antes de mudar sua dieta, se o seu cão é idoso, doente, ou tem qualquer condições médicas.

Não se apresse. Experimente uma espécie de fonte protéica primeiro (frango é geralmente recomendado porque não é tão rico, e é facilmente digerido pela maioria dos cães). O ideal é mudar cerca de 1 / 4 do ‘novo’ para 3 / 4 “antigos”. Se o seu cachorro tiverdiarréia, volte pouco e coloque menos alimentos novos. Eu prefiro um planejamento de um mês que vai assim:

Semana 1: 1 / 4 alimentos novos, 3 / 4 alimentos velhos
Semana 2: 1 / 2 alimentos novos, 1 / 2 alimentos velhos
Semana 3: 3 / 4 alimentos novos, 1 / 4 alimentos velhos
Na semana 4, ele já deve ter trocado a dieta completamente.

Fique com uma fonte de proteínas. Como afirmado anteriormente, não tente muitas coisas no começo. Fique com frango para o primeiro mês (se o seu cachorro tem sensibilidade a frango, tente carne ou cordeiro). Durante esse tempo, você pode começar a adicionar diversos suplementos que ele necessita além da carne crua. Várias dietas cruas também têm um regime alimentar vegetariano também. Ele deve receber uma dieta com ambos. Os cães são omnívoros, como nós, o que significa que eles comem carnes e verduras.

Adicione suplementos. Até ao final do primeiro mês, você também precisa começar a adicionar vitaminas e minerais na dieta, já que na dieta crua, estes deixarão de estar em seu alimento. Suplementos recomendados são os óleos de peixe com Omega 3 e 6 e ácidos graxos, Probióticos (acidophilus), Vitamina E (200 UI por 22 kg de peso corporal), alho, enzimas digestivas, e uma multivitamina. Os suplementos fornecidos estão aí para preencher quaiquer “lacunas” na dieta. Uma dieta canina não precisa de ser equilibrada todos os dias, desde que seja equilibrada ao longo do tempo.

Adicione novas proteínas. Agora você pode começar a mudar as coisas para o seu cão. Muitas dietas cruas oferecem coelho, carne bovina, frango, cordeiro, bucho, e peru como fontes de proteína. Eu recomendo tentar o peru em seguida, depois a carne bovina e assim por diante. Você pode misturar os alimentos diáriamente (por exemplo, coelho e frango no mesmo dia) ou durante toda a semana (um dia dar carne, frango no outro, em seguida novamente carne bovina). Variedade é o tempero da vida. Você come a mesma coisa todos os dias?

Comece a adicionar os ossos. Você também deve complementar a dieta agora com ossos crus. Esses podem vir na forma de ossosde medula do mercado ou açougueiro local (NÃO das marcas de pet shop – estes têm espinho e são perigosos porque foram cozidos), ou dê pescoços de peru ou costas de frango.

Ossos são uma exigência não só para limpar os dentes, mas também para o teor de cálcio. Não se preocupe, você não vai matar o seu cachorro. Ossos crus são bons, ossos cozidos / esterilizados são ruins. Eu recomendo, porém, dar pescoços de peru cru primeiro, ao invés das costas de frango, porque os ossos são diferentes. Parece que cães podem aprender sobre mastigação e deglutição dos ossosmelhor com o pescoço de peru do que com as costas de frango.

Com variedade, sem variedade. Não se preocupe se as fezesdo seu cão se tornarem menos consistentes. Alguns cães, especialmente depois de começar com os ossos, têm fezes com um aspecto bastante pálido. Alguns cães parecem ter um pouco de esforço também. Isso tudo é normal, porque você agora o está alimentando com uma dieta variada. Fique preocupado se o seu cão tiver diarréia líquida (fezes moles não são diarréia) ou não conseguir ir ao banheiro. Fezes com esforço, mas que ainda estão passando são OK, de tempos a tempos, já que esta é a forma como o corpo naturalmente manifesta as glândulas anais. Acima de tudo, se você estiver interessado, consulte o seu veterinário. Eu até sugiro entrar com contato com o fabricante dos alimentos para informações também, já que eles têm experiencia em dietas cruas, que podem complementar as informações do seu veterinário.

Agora você tem o básico, mas refira-se ao seu veterinário ou empresa de alimentos da qual você está comprando. Elas podem melhor orientá-lo com base nas necessidades do seu cachorro. A média de 1 copo de carne / osso é cerca de 225g. Com isso em mente, aqui estão algumas orientações gerais quanto à alimentação do seu cão por dia em uma dieta crua:

Toys (3 a 7kg): 113g a 225g diários
Pequenos (7 a 11kg): 225g a 340g diários
Médios (11 a 22kg): 340g a 450g diários
Grandes (23 a 34kg): 450g a 680g diários
Muito grandes (34 a 45kg): 790g a 910g diários

Em geral, isso alimenta animais jovens, ativos, abaixo do peso, ou em fase de crescimento. Dê menos comida aos cães mais velhos, altos, com sobrepeso e maiores.

Atenção:

•Consulte seu veterinário se seu cão está com diarréia, que continua por mais de 24 horas.

•Dê costas de frango e pescoço peru somente sob vigilância.

•Desencoraje as crianças a tentar agarrar os ossos do cachorro, por razões óbvias, mas vou dizê-las de qualquer maneira: germes e possessividade.

•Se seu cachorro tiver, comichão, coçeira, diarreia ou inchaço com qualquer tipo de proteína, pare de dar essa proteína imediatamente e consulte seu veterinário. Seu cão pode ter uma alergia alimentar ou sensibilidade a uma outra fonte.