Encefalite Esteio, Rio Grande do Sul

Procurando por mais informações sobre Encefalite em Esteio? Encontre aqui endereços e telefones de hospitais e médicos em Esteio que podem esclarecer suas dúvidas sobre Encefalite. Aproveite para conseguir dicas e mais informações com nossos artigos informativos e conhecer os hospitais e médicos de sua região.

Luciano Annerl
(51) 473-0736
Ferroviariosdos 119 - 804
Esteio, Rio Grande do Sul
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Gilberto Comparsi Apes
(51) 3473-3834
Dom Pedro 55
Esteio, Rio Grande do Sul
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Marizane Silva Barneche Santos
(51) 3473-0736
Rua dos Ferroviarios 119 - Cj 804
Esteio, Rio Grande do Sul
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Leopoldo Amorim
3452-4903
Nossa senhora da conceição 216 (sala 401)
Sapucaia Do Sul, Rio Grande do Sul
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Gilberto Conceicao Macedo
(53) 3222-3160
Rua 15 - de Novembro 607 Salas 15 e 16
Pelotas, Rio Grande do Sul
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Mario Tadeu Lobato Sperb
(51) 473-2415
Rua Dom Pedro 362
Esteio, Rio Grande do Sul
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Rui Soares Silveira
(51) 473-1528
Ferroviariosdos 119 - 603/604
Esteio, Rio Grande do Sul
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Gilberto Luiz Loef
(51) 3473-4508
Presidente Vargas 1774
Esteio, Rio Grande do Sul
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Fernanda Etcheverry Almeida Silva
(53) 3225-3862
Quinze Deovembro 771 - 101
Pelotas, Rio Grande do Sul
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Rolando Luis Stumpfle
(55) 3312-1092
Av Brasil 740
Santo Angelo, Rio Grande do Sul
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Encefalite

Encefalite

Definição
A encefalite se caracteriza por inchaço e inflamação do cérebro, geralmente decorrente de infecções.
Consulte também: Meningite
Causas, incidência e fatores de risco
A encefalite é uma doença rara. Ela é mais frequente no primeiro ano de vida, e suas ocorrências vão reduzindo com a idade. Pessoas muito jovens e idosos são mais suscetíveis a sofrer de um caso grave.
A encefalite costuma ser causada por uma infecção viral. Muitos tipos de vírus podem causá-la.
A exposição a vírus pode acontecer por meio de:
Inspiração de gotículas respiratórias de uma pessoa infectada.
Alimentos ou bebidas contaminadas
Picadas de mosquitos, carrapatos ou outros insetos
Contato com a pele
Diferentes viroses surgem em localizações distintas. Muitos casos tendem a se concentrar em uma estação específica do ano.
A encefalite resultante do vírus herpes simples é a maior razão de ocorrência de casos graves em todas as faixas etárias, inclusive recém-nascidos.
Diversos vírus para os quais já há vacina também podem causar encefalite. Estes incluem:
Sarampo
Caxumba
Poliomielite
Hidrofobia
Rubéola
Varicela (Catapora)
Outros vírus que causam encefalite são:
Adenovírus
Coxsackievírus
Citomegalovírus
Vírus da encefalite equina oriental
Echo vírus
Vírus do Nilo ocidental
Os vírus podem causar uma inflamação do tecido cerebral. O tecido cerebral fica inchado (edema cerebral), o que pode destruir as células nervosas, resultar em sangramento (hemorragia intracerebral) e dano cerebral.
Outras causas de encefalite podem incluir:
Reação alérgica a vacinas
Doença autoimune
Bactérias, como da doença de Lyme, Sífilis e tuberculose
Parasitas como nematoides, cisticercose e toxoplasmose em pacientes soropositivos e em outros que sofram de doenças que enfraqueçam o sistema imunológico
Os efeitos do câncer
Sintomas
Alguns pacientes podem apresentar sintomas de resfriado ou de infecção estomacal antes dos sintomas de encefalite.
Em casos de encefalite moderada, os sintomas podem ser parecidos com os de outras doenças, inclusive:
Febre não muito alta
Dor de cabeça moderada
Baixa energia e pouco apetite
Outros sintomas incluem:
Caminhar descoordenado e cambaleante
Confusão e desorientação
Sonolência
Irritabilidade ou pouco controle do humor
Sensibilidade à luz
Costas e pescoço rígidos (ocasionalmente)
Vômito
Os sintomas em recém-nascidos e em bebês podem não ser facilmente reconhecíveis:
Rigidez do corpo
Irritabilidade e choro mais frequente (esses sintomas podem piorar quando se pega o bebê no colo)
Alimentação precária
A moleira pode estar mais saliente
Vômito
Situações de emergência:
Perda de consciência, respostas fracas, estupor, coma
Fraqueza muscular ou paralisia
Convulsões
Dor de cabeça grave
Mudança súbita das funções mentais:
Apatia, ausência de humor ou humor inadequado para a situação
Capacidade de julgamento prejudicada
Inflexibilidade, egocentricidade extrema, incapacidade de tomar decisões ou afastamento da interação social
Interesse menor pelas atividades cotidianas
Perda de memória (amnésia), memórias recentes ou antigas prejudicadas
Exames e testes
Um exame pode mostrar:
Reflexos anormais
Aumento da pressão intracraniana
Confusão mental
Úlceras na boca
Fraqueza muscular
Rigidez do pescoço
Sinais em outros órgãos, como fígado e pulmões
Erupções cutâneas
Problemas na fala
Os testes incluem:
Ressonância magnética do cérebro
Tomografia computadorizada da cabeça
Cultura do líquido cerebrospinal (CSF), do sangue ou da urina (entretanto, esse teste é raramente útil)
Eletroencefalograma (EEG)
Punção lombar e exame da cultura do líquido cerebrospinal
Exames que detectam anticorpos contra vírus (testes sorológicos)
Exames que detectam pequenas quantidades do DNA do vírus (reação em cadeia da polimerase – PCR)
Tratamento
Os objetivos do tratamento são fornecer cuidado assistencial (repouso, alimentação, líquidos) para ajudar o organismo a combater a infecção e aliviar os sintomas. Apoio emocional e reorientação para pessoas confusas ou delirantes podem ajudar.
Os medicamentos podem incluir:
Medicamentos antivirais para tratar a encefalite de herpes ou outras infecções graves (entretanto, não existem drogas antivirais disponíveis para combater a encefalite)
Antibióticos – caso a infecção seja decorrente de certas bactérias
Medicamentos anticonvulsivos – para prevenir convulsões
Esteroides – para diminuir o inchaço do cérebro (em casos raros)
Sedativos – para tratar irritabilidade ou insônia
Paracetamol – para febres e dores de cabeça
Caso a função cerebral esteja gravemente afetada, intervenções como fisioterapia e fonoaudiologia podem ser necessárias após a doença ter sido controlada.
Evolução (prognóstico)
O resultado varia. Alguns casos são moderados e breves, e a pessoa se recupera completamente. Outros casos são graves e pode haver dano permanente ou morte.
A fase aguda normalmente dura de 1 a 2 semanas. A febre e os outros sintomas somem gradual ou subitamente. Alguns pacientes podem levar vários meses para se recuperar totalmente.
Complicações
Casos graves de encefalite podem resultar em danos cerebrais permanentes. Ela pode afetar:
Audição
Memória
Controle muscular
Tato
Fala
Visão
Ligando para o médico
Vá para o pronto-socorro ou ligue para o número de emergência local (como o 192) se você tiver:
Febre súbita
Outros sintomas de encefalite
Prevenção
Crianças e adultos devem evitar contato com pessoas que sofram dessa doença.
O controle de mosquitos (uma picada de mosquito pode transmitir alguns vírus) pode minimizar a ocorrência de algumas infecções que provocam a encefalite.
Aplique um repelente que contenha a substância química DEET quando sair (mas nunca use produtos com DEET em crianças menores de 2 meses)
Elimine qualquer fonte de água parada (tais como pneus velhos, latas, calhas e poças d'água).
Vista calças e camisas de manga longa quando sair, principalmente durante o pôr do sol.
Vacine os animais para prevenir a encefalite decorrente do vírus da raiva.
Vacinas humanas disponíveis incluem:
A vacina contra uma forma de encefalite viral que geralmente afeta pessoas que moram em dormitórios ou em áreas militares
Herpes zoster
Sarampo
Referências
Nath A. Berger JR. Acute viral encephalitis. In: Goldman L, Ausiello D, eds. Cecil Medicine. 23rd ed. Philadelphia, Pa: Saunders Elsevier; 2007: chap 439.
Beckham JD, Tyler KL. Encephalitis. In: Mandell GL, Bennett JE, Dolin R, eds. Principles and Practice of Infectious Diseases. 7th ed. Philadelphia, Pa: Elsevier Churchill Livingstone; 2009:chap 87.
Atualizado em 26/7/2010, por: Neil K. Kaneshiro, MD, MHA, Clinical Assistant Professor of Pediatrics, Unviersity of Washington School of Medicine. Also reviewed by David Zieve, MD, MHA, Medical Director, A.D.A.M., Inc.
Todas as doenças

A A.D.A.M., Inc. é reconhecida pela URAC, também chamada de American Accreditation HealthCare Commission (Comissão de Reconhecimento de Cuidados de Saúde) – www.urac.org. O programa de reconhecimento da URAC é uma auditoria independente com o objetivo de verificar se a A.D.A.M. segue padrões rigorosos de qualidade e responsabilidade. A A.D.A.M. está entre as primeiras empresas a conquistar essa importante distinção para informações e serviços de saúde on-line. Saiba mais sobre a política editorial, o processo editorial e a política de privacidade da A.D.A.M. A empresa é também um membro fundador da Hi-Ethics e segue os princípios da Health on the Net Foundation (Fundação da Saúde na Internet) – www.hon.ch.
As informações aqui fornecidas não poderão ser usadas durante nenhuma emergência médica, nem para o diagnóstico ou tratamento de doenças. Um médico licenciado deverá ser consultado para o diagnóstico ou tratamento de todas as doenças. Ligue para 192 em caso de emergências médicas. Os links para outros sites são fornecidos apenas a título de informação e não constituem um endosso a eles. 1997- 2011 A.D.A.M., Inc. A reprodução ou distribuição das informações aqui contidas é estritamente proibida.