Odontologia Planaltina, Goiás

Procurando por Odontologia em Planaltina? Encontre aqui endereços e telefones de clínicas de odontologia em Planaltina que podem te ajudar a encontrar Odontologia em sua cidade. Aproveite para conseguir dicas e mais informações sobre Odontologia com nossos artigos educativos.

Renata Lavorato Tili de Aragão
(61) 3389-6050
Q 4 CJ G lt 41 ap 3
Brasília, DF
 
Dr Jacqueline A o Amorim
(61) 637 2632
Q 1 nr 12 c 42
Planaltina, Goiás
 
Consultório Odontológico Sheknah
(61) 3389-1513
Q 3 CJ A lt 20
Brasília, DF
 
Clínica L C
(61) 3387-6056
Q 7 ae 4 s 202
Brasília, DF
 
José Vieira da Silva
(61) 3591-4870
Q Central BL 10 lt 12 s 2
Brasília, DF
 
Odontojunior
(61) 3388-2200
Avenida Independência Q 12 lt 1 s 101
Brasília, DF
 
Orto Center
(61) 3388-2134
Setor Hotéis e Diversões bl K lt 7 s 2
Brasília, DF
 
Wilson Bueno Morais
(61) 3591-8202
Q 8 bl 1 lt 2 s 1
Brasília, DF
 
Diego Barreto Fernandes
(61) 3483-1878
AR 9 lt 6 s 1/2 cj 1A
Brasília, DF
 
Centro Odontológico Costa e Vieira
(61) 3387-0961
Q Central BL 3 s 101
Brasília, DF
 

Como fazer boas práticas de higiene dental

Boa higiene dental é muito importante, já que a nossa boca é a porta de entrada para o nosso corpo. Nós somos aquilo que comemos. Uma boca pouco saudável significa que todos os detritos e bactérias infectados ao redor dos dentes vão entrar no nosso corpo, quando mastigamos os alimentos. Estes detritos, então, provocam doenças no aparelhos digestivo, cardiovascular e reprodutivo do corpo.
A cavidade oral é composta dos dentes, gengiva, a mucosa oral e a língua. Temos de limpar todos eles para ter boa saúde bucal.
Quando começar a higiene bucal:
Bebês: A higiene bucal deve começar a partir do dia em que o bebê nasce. Os problemas comuns de aftas orais, dentição azulada, cárie da mamadeira, bebês chorando e diarréia, são negligenciados devido a higiene bucal dos bebês. Uma vez que os bebês não têm um reflexo de cuspir e tendem a engolir líquidos, deve ser dada uma colher cheia de água morna limpa após a alimentação (de preferência após amamentar o bebê no peito). Um pano limpo úmido deve ser envolvido em torno do dedo indicador para limpar a gengiva, interior das bochechas, lábios e língua. Nunca use algodão (suas fibras podem irritar), e nunca use nylon, pois ele pode provocar lesões sobre o revestimento da cavidade bucal. A escovação deve começar quando o primeiro dente aparecer. Uma pequena escova de bebê, sem creme dental (bebês engolem a pasta) deverá ser utilizado pela mãe ou pai para limpar os dentes. Para enxaguar, basta dar uma colher cheia de água para o bebê engolir. E certifique-se que a última alimentação deve ser seguida por água. Evite alimentar com garrafa durante a noite, já que os restos do leite doce levam a cáries (cavidades) chamadas de cárie de mamadeira.
Crianças pequenas e idosos: Nunca permita que a criança pequena escove a si mesma, já que elas não têm a destreza necessária e usam a escova como um brinquedo, sujando-a e se infectando, usando-a novamente. É uma das causas de diarréia em alguns países. Escove os dentes da criança, duas vezes ao dia até que ele ou ela atinja os cinco anos de idade. A pasta de dente deve ser sem flúor, uma vez que as crianças podem engolir a pasta e podem ter os efeitos colaterais do fluoreto após uso prolongado. A quantidade de pasta deve ser do tamanho de uma ervilha.
Crianças que estão indo para a escola: Eles devem ter um treinamento de uma escovação adequada pelo dentista. Eles podem utilizar o flúor com segurança, já que o reflexo de cuspir a pasta agora está totalmente desenvolvido.
Crianças com aparelho nos dentes: Elas devem usar escovas especiais ortodônticas para limpar os dentes, uma vez que cáries e doenças periodontais são comuns devido à escovação indevida.
Crianças e pessoas com necessidades especiais: Uma vez que elas têm falta de destreza ou não são inteligentes o suficiente para cuidar de si mesmas, os pais ou os cuidadores devem limpar os dentes com escovas manuais ou motorizadas. Deve ser dada especial atenção aos pacientes em medicações de para imunidade, diabéticos, doentes cardíacos e pacientes mentalmente perturbados em medicações de longo prazo.
O papel da dieta alimentar na boa higiene bucal: Má alimentação é a principal causa da cárie em crianças e adultos. Faça um hábito de ter uma dieta equilibrada, todos os dias. Dietas com alto teor em açúcar e carboidratos devem ser ingeridas a um nível mínimo. Inclua alimentos com fibras (como saladas), vegetais crocantes (como cenoura, rabanete, pepino, etc) e frutas, para lanchar, já que elas agem como solventes naturais (removendo a placa bacteriana) e também têm abundância de vitaminas e minerais nos mesmos. E o periodonto também é reforçado por este exercício de comer, levando à forte dentes. Leite e produtos lácteos, como iogurtes e queijos devem ser ingeridos de 2 a 3 vezes por crianças em idade de crescimento, especialmente as mulheres, uma vez que o cálcio é bom para os dentes e ossos. Mastigar queijos não cozidos pode proteger os dentes contra a cárie, e o iogurte mantém a flora bucal saudável.
Líquidos: As dietas devem incluir mais água e menos de bebidas tipo colas e sucos de fruta, uma vez que estes são ricos em ácidos e desmineralizam o teor de cálcio dos dentes, levando à cárie e a dentes hipersensíveis. A água atua como um limpador e purificador natural.
Ferramentas para limpar os dentes: As várias ferramentas utilizadas mundialmente são: escovas, gravetos mastigáveis e pós dentais. Todos têm as suas vantagens e deve ser dada a devida atenção. As outras ferramentas são fio dental, limpadores de língua e anti-sépticos bucais.
Gravetos mastigáveis como Azadirachta Indica (Nee Azadirachta Indica m, Lilás-da-India, Amargoseira), Acácia arábica / Acácia egípcia são as mais preferíveis, embora muitas ervas equivalentes devem estar em uso ao redor do mundo.
Os benefícios dos gravetos mastigáveis: Exercício do periodonto, efeitos antibacterianos do Neem, efeito adstringente da Acacia (pára o sangramento da gengiva), fácil disponibilidade e sem custos para os pobres. O suco dos gravetos mastigáveis é usado como lavagem da boca. Creme dental pode ser colocado sobre os gravetos mastigáveis, onde escovas não são acessíveis.

Pós dentais: Estes são utilizados para limpar os dentes com os dedos ou escova dental. Eles são baratos e, consequentemente, acessíveis.
Escovas: Estas são manuais ou motorizadas. A escova dental é preferível pequena, super macia ou maleável, angulares com cabeça flexível, para ir ao redor do dente durante a escovação. Mantenha a escova em um lugar seco. Descarte a escova quando as cerdas começarem a desgastar e nunca compartilhe uma escova. Escovas devem ser armazenadas separadamente, já que bactérias adoram saltar de uma escova para outra.
Pastas de dente e anti-sépticos bucais: Pastas podem ser com ou sem flúor e medicamentosas. Pastas sem flúor não são aconselhadas em áreas fluoradas endêmicas. O flúor reforça o esmalte contra o ataque do ácido fluorídrico, mas o flúor excessivo mancha os dentes e causa fluorose do esqueleto (uma doença debilitante). Pastas medicadas devem ser usada apenas com receita. Não enxágüe ou enxágüe levemente apenas uma vez quando se usa creme dental com flúor, para que o flúor ganhe tempo para se anexar ao esmalte. Anti-sépticos bucais consistem principalmente de clorexidina. Leia as instruções antes de utilizá-los e siga-as estritamente, uma vez que a ingestão da clorexidina é uma emergência médica que necessita de lavagem estomacal para tratar. Mantenha-os fora do alcance das crianças e idosos que precisam de assistência nos cuidados. Utilize-os por apenas algumas semanas, já que os anti-sépticos tendem a alterar a flora da boca, levando a efeitos colaterais. Bochechar com clorexidina deve ser de meia hora após a escovação, pois ele pode reagir com a pasta. Não engula a saliva, comer ou beba durante vinte minutos após a lavagem com clorexidina.
Fio dental: É utilizado para a limpeza entre os dentes. Utilize apenas fios encerados. Passe o fio antes de escovar à noite. Não force o fio de entre os dentes. Use pontas de borracha do cabo da escova dental para inter-espaços amplos. Não use alfinetes, ou palitos de dente, pois estes podem ferir as gengivas e infectá-la com germes escondidos .
Limpadores língua: Use a escova dental como o seu limpador. Limpadores de metal ou plástico podem causar lesões na língua.

Método de escovação: Escove os dentes corretamente, duas vezes por dia. A escovação noturna é importante, uma vez que os restos alimentares nos dentes e a placa dentária tendem a apodrecer os dentes. Coloque a escova ao lado dos dentes em um ângulo de 45 graus. Use Faça varreduras curtas em movimentos circulares a partir da linha da gengiva até a ponta dos dentes, limpando os dentes e massageando as gengivas. Limpe o interior dos dentes e as superfícies de mastigação dos dentes, também. Escove de dois a três minutos, com cuidado. Escovação muito forte pode ferir a gengiva e abrandar o esmalte dos dentes.
Check-up dentário: Faça o seu check-up dentário regularmente. E faça uma limpeza geral em seus dentes duas vezes por ano. Esta prática irá ajudar a detectar qualquer cárie ou doença periodontal. Se houver cáries nos dentes ou doença periodontal, busque tratamento o mais cedo possível.
Lembre-se que os dentes são tão importantes quanto os demais órgãos do corpo. Cuide deles, pois eles vão brilhar alegremente como pérolas na sua boca, dando beleza e graça e trabalhando como máquinas de mastigar por toda a sua vida.