Pneumonia Curitiba, Paraná

Procurando por mais informações sobre Pneumonia em Curitiba? Encontre aqui endereços e telefones de hospitais e médicos em Curitiba que podem esclarecer suas dúvidas sobre Pneumonia. Aproveite para conseguir dicas e mais informações com nossos artigos informativos e conhecer os hospitais e médicos de sua região.

Aracy de Cassia Pucu Costa Pinheiro
(41) 3013-4976
Av Republica Argentina 452 - Sala 1002/1003
Curitiba, Paraná
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
José Marcos
(41) 3345-4477
Rua Guararapes 2208 - Casa
Curitiba, Paraná
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Aramis Renato Budal Guimaraes
(95) 3132-2245
R Martin Afonso 705
Curitiba, Paraná
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Dalton Fujiwara Chuman
(41) 3262-4488
Rua Madre Leonie 463
Curitiba, Paraná
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Cristina Hsin Wei Hsu Cleto
(41) 3035-5321
Rua Mendes Leitao 282
Sao Jose Dos Pinhais, Paraná
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Lucas Darci Segatti
(41) 9228-9178
Av. Iguacu 820
Curitiba, Paraná
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Grau Clinicenter Pinheirinho
413-0168
R Amintas de Barros 990
Curitiba, Paraná
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Ivan Jose Paredes Bartolomei
(41) 3077-4792
Rua da Paz 195 - Sala 1B
Curitiba, Paraná
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Maria Cristina Singer Wallbach
(41) 3283-1154
Rua Dr. Marcelinoogueira 215 - 5ºAndar Sala 23
Sao Jose Dos Pinhais, Paraná
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Benjamin Nogueira Campos Neto
(41) 3283-3044
Rua Alcidio Viana 837 - Edificio Galeno
Sao Jose Dos Pinhais, Paraná
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Pneumonia

Pneumonia

Foto: ADAM
PneumoniaDefinição
Pneumonia é um problema respiratório em que há infecção nos pulmões.
A pneumonia adquirida na comunidade se refere à pneumonia em pessoas que não estiveram recentemente no hospital ou outro centro de assistência médica (assistência domiciliar, centro de reabilitação).
Nomes alternativos
Broncopneumonia, pneumonia adquirida na comunidade
Causas, incidência e fatores de risco
A pneumonia é uma doença comum que afeta milhões de pessoas todos os anos nos Estados Unidos. Germes denominados bactérias, vírus e fungos podem causar pneumonia.
Foto: ADAM
Organismo pneumococo
As maneiras como você pode contrair pneumonia incluem:
Bactérias e vírus que vivem em seu nariz, seios nasais ou boca podem se disseminar por seus pulmões
Você pode inalar alguns dos germes diretamente para seus pulmões
Você inspira alimentos, líquidos, vômito ou secreções da boca para seus pulmões (pneumonia por aspiração)
A pneumonia causada por bactérias tende a ser a mais grave. Em adultos, as bactérias são a causa mais comum de pneumonia.
O germe mais comum que causa pneumonia em adultos é o Streptococcus pneumoniae (pneumococo)
Pneumonia atípica, frequentemente chamada “pneumonia errante”, é causada por bactérias como Legionella pneumophila, Mycoplasma pneumoniae e Chlamydophila pneumoniae
A pneumonia causada por Pneumocystis jiroveci é, às vezes, encontrada em pessoas cujo sistema imunológico está enfraquecido (devido à AIDS ou determinados medicamentos que suprimem o sistema imunológico)
Staphylococcus aureus, Moraxella catarrhalis, Streptococcus pyogenes, Neisseria meningitidis, Klebsiella pneumoniae ou Haemophilus influenzae são outras bactérias que podem causar pneumonia
A tuberculose pode causar pneumonia a algumas pessoas, especialmente àquelas com sistema imunológico debilitado
Os vírus também são uma causa comum de pneumonia, especialmente em bebês e crianças menores.
Fatores de risco (condições que aumentam suas chances de pegar pneumonia) incluem:
Paralisia cerebral
Doença pulmonar crônica (DPOC, bronquiectasia, fibrose cística)
Hábito de fumar
Dificuldade para deglutir (devido a AVC, demência, Mal de Parkinson ou outras condições neurológicas)
Problema do sistema imunológico
Consciência debilitada (perda de funções cerebrais devido a demência, derrame ou outras condições neurológicas)
Morar em um centro de assistência
Outras doenças graves, como doença cardíaca, cirrose hepática ou diabetes mellitus
Cirurgia recente ou trauma
Infecção respiratória viral recente (resfriado, laringite, gripe comuns)
Sintomas
Os sintomas mais comuns de pneumonia são:
Tosse (com algumas pneumonias você pode expelir muco esverdeado ou amarelado ou ainda muco com sangue)
Febre, que pode ser branda ou alta
Tremores
Deficiência respiratória (pode ocorrer somente quando você sobe escadas)
Outros sintomas incluem:
Confusão, especialmente em pessoas idosas
Transpiração excessiva, pele fria e úmida
Dor de cabeça
Perda de apetite, pouca energia e cansaço
Dor no peito aguda ou penetrante que piora quando você respira profundamente ou tosse
Exames e testes
Se você tiver pneumonia, pode estar se esforçando para respirar ou respirando rápido.
Os estalidos serão ouvidos quando auscultar seu tórax com um estetoscópio. Outros sons de respiração anormal também podem ser auscultados com o estetoscópio ou via percussão (dando um tapinha na parede torácica).
O médico provavelmente solicitará uma radiografia torácica se houver suspeita de pneumonia.
Alguns pacientes podem precisar de outros testes, inclusive:
Gases no sangue arterial, para ver se está chegando oxigênio suficiente no seu sangue pelos pulmões
Hemograma completo para verificar a contagem de glóbulos brancos
Tomografia computadorizada torácica
Coloração de Gram e cultura da sua saliva para procurar o organismo que está causando seus sintomas
Cultura de líquido pleural se houver líquido no espaço ao redor dos pulmões
Tratamento
Seu médico deve primeiro decidir se você precisa ficar no hospital. Se você for tratado no hospital, receberá líquidos e antibióticos nas veias, oxigenoterapia e, possivelmente, tratamentos respiratórios. É muito importante que você inicie com os antibióticos logo depois de sua baixa no hospital.
É mais provável que você seja admitido no hospital se:
Tiver outro problema médico sério
Tiver sintomas graves
Não puder cuidar de si mesmo em casa ou não puder comer ou beber
Tiver mais de 65 anos ou for uma criança pequena
Estiver tomando antibióticos em casa e não estiver melhorando
No entanto, muitas pessoas podem ser tratadas em casa. Se as bactérias estiverem causando a pneumonia, o médico tentará curar a infecção com antibióticos. Pode ser difícil para seu médico saber se você tem uma pneumonia viral ou bacteriana, então você pode receber antibióticos.
Pacientes com pneumonia branda e que são de qualquer forma saudáveis, às vezes, são tratados com antibióticos macrolídeos (azitromicina, claritromicina ou eritromicina).
Pacientes com outras doenças graves, como doença cardíaca, doença pulmonar obstrutiva crônica ou enfisema, doença renal ou diabetes frequentemente recebem um dos seguintes medicamentos:
Fluoroquinolone, gemifloxacina ou moxifloxacina
Amoxicilina ou amoxicilina-clavulanato, mais um antibiótico macrolídeo (azitromicina, claritromicina ou eritromicina)
Antibióticos cefalosporina mais um macrolídeo (azitromicina, claritromicina ou eritromicina)
Se a causa for um vírus, antibióticos típicos NÃO serão eficazes. Algumas vezes, no entanto, seu médico pode usar medicamento antiviral.
Você pode adotar estas medidas em casa:
Controle sua febre com ácido acetilsalicílico, anti-inflamatórios não esteroides ou acetaminofeno. NÃO dê ácido acetilsalicílico a crianças
Não tome medicamentos para tosse sem primeiro conversar com seu médico. Os medicamentos para tosse podem dificultar a tarefa do corpo de expelir o escarro adicional
Beba líquidos em abundância para ajudar a liberar as secreções e retirar o muco
Descanse bastante. Peça à outra pessoa para fazer as tarefas domésticas
Evolução (prognóstico)
Com tratamento, a maioria dos pacientes melhora em 2 semanas. Pacientes idosos ou debilitados podem precisar de tratamento mais longo.
Aqueles que podem ter mais probabilidade de ter pneumonia complicada incluem:
Adultos mais idosos ou crianças muito jovens
Pessoas cujo sistema imunológico não funciona bem
Pessoas com outros problemas médicos graves como diabetes ou cirrose hepática
Seu médico pode querer se certificar de que sua radiografia ficará normal novamente depois de você tomar uma sequência de antibióticos. No entanto, pode levar muitas semanas para sua radiografia clarear.
Complicações
Possíveis complicações incluem:
Síndrome do desconforto respiratório agudo (SDRA), uma forma grave de insuficiência respiratória
Empiema ou abscessos pulmonares. Esses são raros, mas são complicações graves da pneumonia. Eles ocorrem quando focos de pus se formam dentro ou ao redor do pulmão. Às vezes, eles podem precisar ser drenados com cirurgia
Insuficiência respiratória, que requer uma máquina de respiração ou ventilador
Sepse, uma condição na qual há inchaço descontrolado (inflamação) no corpo, que pode levar o órgão à insuficiência
Ligando para seu médico
Ligue para seu médico se você apresentar:
Piora nos sintomas respiratórios
Dificuldade para respirar, tremores ou febres persistentes
Respiração rápida ou dolorosa
Tosse que expele muco com sangue ou cor de ferrugem
Dor no peito que piora quando você tosse ou inspira
Suor noturno ou perda de peso inexplicada
Sinais de pneumonia e sistema imunológico fraco, como com HIV ou quimioterapia
Bebês com pneumonia podem não ter tosse. Ligue para seu médico se seu bebê fizer grunhidos ou a área abaixo da caixa torácica estiver se retraindo durante a respiração.
Saiba o que fazer em caso de parada respiratória
Prevenção
Lave suas mãos com frequência, especialmente depois de assoar o nariz, ir ao banheiro, colocar fralda e antes de comer ou preparar alimentos.
Não fume. O fumo prejudica a capacidade dos pulmões de evitar a infecção.
As vacinas podem ajudar a prevenir a pneumonia em crianças, nos idosos ou em pessoas com diabetes, asma, enfisema, HIV, câncer ou outras condições crônicas:
Uma droga chamada palivizumab é ministrada a algumas crianças com menos de 24 meses para prevenir a pneumonia causada por vírus sincicial respiratório
A vacina contra gripe previne pneumonia e outros problemas causados pelo vírus influenza. Ela deve ser aplicada anualmente para proteger contra novos ataques de vírus
A vacina HIB previne a pneumonia em crianças de Haemophilus influenzae tipo B. A
vacina pneumocócica reduz suas chances de contrair pneumonia de Streptococcus pneumoniae
Se você tiver câncer ou HIV, fale com seu médico sobre outras maneiras de prevenir pneumonia e outras infecções.
Referências
Higgins K, Singer M, Valappil T, Nambiar S, Lin D, Cox E. Overview of recent studies of community-acquired pneumonia. Clin Infect Dis. 2008;47:S150-156.
Van der Poll T, Opal SM. Pathogenesis, treatment, and prevention of pneumococcal pneumonia. Lancet. 2009;374:1543-1556.
Recommended Childhood and Adolescent Immunization Schedules — United States, 2010. Committee on Infectious Diseases. Pediatrics. 2010;125:195-196.
Advisory Committee on Immunization Practices. Recommended adult immunization schedule: United States, 2010. Ann Intern Med. 2010. 152:36-39.
Li JZ, Winston LG, Moore DH, Bent S. Efficacy of short-course antibiotic regimens for community-acquired pneumonia: a meta-analysis. Am J Med. 2007;120:783-790.
Mandell LA, Wunderink RG, Anzueto A, et al. Infectious Diseases Society of America/American Thoracic Society consensus guidelines on the management of community-acquired pneumonia in adults. Clin Infect Dis. 2007 Mar 1;44 Suppl 2:S27-72.
Todas as doenças