Sarampo Curitiba, Paraná

Procurando por mais informações sobre Sarampo em Curitiba? Encontre aqui endereços e telefones de hospitais e médicos em Curitiba que podem esclarecer suas dúvidas sobre Sarampo. Aproveite para conseguir dicas e mais informações com nossos artigos informativos e conhecer os hospitais e médicos de sua região.

Grau Clinicenter Pinheirinho
413-0168
R Amintas de Barros 990
Curitiba, Paraná
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
José Marcos
(41) 3345-4477
Rua Guararapes 2208 - Casa
Curitiba, Paraná
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Aracy de Cassia Pucu Costa Pinheiro
(41) 3013-4976
Av Republica Argentina 452 - Sala 1002/1003
Curitiba, Paraná
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Maria Cristina Singer Wallbach
(41) 3283-1154
Rua Dr. Marcelinoogueira 215 - 5ºAndar Sala 23
Sao Jose Dos Pinhais, Paraná
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Irilea Cristina S. Settim
382-2153
R. Joao Angelo Cordeiro 770 - Sala 02
Sao Jose Dos Pinhais, Paraná
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Aramis Renato Budal Guimaraes
(95) 3132-2245
R Martin Afonso 705
Curitiba, Paraná
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Ivan Jose Paredes Bartolomei
(41) 3077-4792
Rua da Paz 195 - Sala 1B
Curitiba, Paraná
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Lucas Darci Segatti
(41) 9228-9178
Av. Iguacu 820
Curitiba, Paraná
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Benjamin Nogueira Campos Neto
(41) 3283-3044
Rua Alcidio Viana 837 - Edificio Galeno
Sao Jose Dos Pinhais, Paraná
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Cristina Hsin Wei Hsu Cleto
(41) 3035-5321
Rua Mendes Leitao 282
Sao Jose Dos Pinhais, Paraná
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Sarampo

Sarampo

Definição
O sarampo é uma doença altamente contagiosa (facilmente disseminada) causada por um vírus.
Causas, incidência e fatores de risco
Foto: ADAM
Sarampo nas costasA infecção é disseminada através do contato com os respingos do nariz, da boca ou da garganta de uma pessoa infectada. Espirros e tosse podem deixar gotículas contaminadas no ar.
Aqueles que já tiveram sarampo ou foram vacinados têm imunidade contra a doença. Antes das campanhas de vacinação, o sarampo era tão comum na infância que a maioria das pessoas pegava essa doença até atingir os 20 anos de idade.
O número de casos, tanto no Canadá quanto nos Estados Unidos, caiu para praticamente zero nas últimas décadas. Entretanto, o índice voltou a aumentar recentemente.
Alguns pais não permitem que seus filhos sejam vacinados devido a medos infundados de que a vacina MMR, que protege contra o sarampo, a caxumba e a rubéola, possa causar autismo.
Estudos de grande porte realizados com milhares de crianças não encontraram uma ligação entre esta vacina e o autismo. A não vacinação das crianças pode levar a surtos de sarampo, caxumba e rubéola, todas doenças potencialmente sérias na infância.
Sintomas
Geralmente, os sintomas começam de 8 a 12 dias após a exposição ao vírus. Isso é chamado de período de incubação.
Os sintomas podem incluir:
Olhos vermelhos
Tosse
Febre
Sensibilidade à luz (fotofobia)
Dor muscular
Erupções
Geralmente, eles aparecem de 3 a 5 dias após os primeiros sinais da doença
Eles podem durar de 4 a 7 dias
Geralmente, eles começam na cabeça e se espalham para outras áreas, descendo pelo corpo
As erupções podem aparecer como áreas planas e descoloradas (máculas) e áreas salientes, sólidas e avermelhadas (pápulas) que se agrupam mais tarde
Coceira
Olhos irritados e avermelhados (conjuntivite)
Coriza
Dor de garganta
Manchas brancas no interior da boca (manchas de Koplik)
Exames e testes
Sorologia do sarampo
Cultura viral (raramente realizado)
Tratamento
Não existe um tratamento específico para o sarampo.
As seguintes dicas podem aliviar os sintomas:
Acetaminofeno
Repouso
Ar umidificado
Algumas crianças podem precisar de suplementos de vitamina A. A vitamina A reduz o risco de vida e de complicações em crianças em países menos desenvolvidos, onde elas podem não receber vitamina A suficiente.
As pessoas que não obtêm vitamina A suficiente estão mais predispostas a infecções, incluindo o sarampo. Não está claro se as crianças em países mais desenvolvidos se beneficiam com o uso de suplementos.
Evolução (prognóstico)
As pessoas que não apresentam complicações, como pneumonia, se recuperam muito bem.
Complicações
Entre as complicações decorrentes do sarampo estão:
Bronquite
Encefalite (cerca de 1 em cada 1.000 casos de sarampo)
Infecção no ouvido (otite média)
Pneumonia
Ligando para o médico
Procure assistência médica caso você ou seu filho apresentem sintomas de sarampo.
Prevenção
A vacinação de rotina é altamente eficaz na prevenção do sarampo. As pessoas não imunizadas, ou que não receberam a imunização completa, estão mais predispostas a se contaminar com esta infecção.
A administração de imunoglobulina sérica 6 dias após a exposição ao vírus pode reduzir o risco de desenvolvimento do sarampo ou pode amenizar a doença.
Referências
Gershon AA. Measles virus (Rubeola). In: Mandell GL, Bennett JE, Dolin R, eds. Principles and Practice of Infectious Diseases. 7th ed. Philadelphia, Pa: Elsevier Churchill Livingstone; 2009:chap 160.
Mason WH. Measles. In: Kliegman RM, Behrman RE, Jenson HB, Stanton BF, eds. Nelson Textbook of Pediatrics. 18th ed. Philadelphia, Pa: Saunders Elsevier; 2007:chap 243.
Todas as doenças