Suzuki GSX 650F Araguari, Minas Gerais

Procurando pela moto Suzuki GSX 650F em Araguari? Encontre aqui endereços e telefones de concessionárias de motos em Araguari que podem te ajudar a encontrar a moto Suzuki GSX 650F. Aproveite para conseguir dicas e mais informações com nossos artigos informativos e conhecer outros tipos de motos disponíveis na sua região.

Cardoso Moto
(34) 3233-4400
Avenida João Pessoa 321
Uberlândia, Minas Gerais
 
Trivel
(34) 3256-7000
Avenida Afonso Pena 2699
Uberlândia, Minas Gerais
 
Dakar Moto Pecas
(34) 3241-1983
Avenida Minas Gerais 330
Araguari, Minas Gerais
 
Alves & Miranda Comercio de Veiculos Ltda
(34) 3232-8871
av Brasil, 2497, Aparecida
Uberlândia, Minas Gerais

Dados Divulgados por
Bolsa Comércio de Veículos Ltda
(34) 3210-1140
av Cesário Alvim, 2147, Aparecida
Uberlândia, Minas Gerais

Dados Divulgados por
Duas Rodas
(34) 3230-3500
Rua Floriano Peixoto 3399
Uberlândia, Minas Gerais
 
Maguila Ciclo Motor
(34) 3242-3601
Rua Maranhão 93
Araguari, Minas Gerais
 
Moto Nova
(34) 3241-3148
Rua Padre Anchieta 218
Araguari, Minas Gerais
 
Chuca Automoveis Ltda
(34) 3232-8679
av João Pinheiro, 2448, Aparecida
Uberlândia, Minas Gerais

Dados Divulgados por
Atlantictur Veículos Ltda Me
(34) 3212-2950
av João Pinheiro, 3323, Aparecida
Uberlândia, Minas Gerais

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

GSX 650F: Uma touring vestida de esportiva

Para quem não é muito antenado no “mundo moto” fica difícil distinguir as diferenças entre a Suzuki GSX 650F e uma superesportiva da marca como, por exemplo, a GSX-R 750. Ambas contam com carenagem integral e grafismos que remetes aos modelos de competição.
Porém, as semelhanças param por ai. A GSX 650F é uma moto mais dócil e confortável, que pode ser usada tanto no dia-a-dia, como também em viagens, já que oferece banco em dois níveis e guidão mais alto e preso sobre a mesa por meio de coxins. Isso resulta em uma melhor postura para o piloto. Resumindo, a GSX 650F é uma boa opção para quer um bom desempenho sem abrir mão do conforto.
Mesmo com seu design racing, esta Suzuki foi projetada para ser confortável para viagem solo ou em dupla. A posição do assento em relação às pedaleiras e ao guidão é equilibrada, principalmente para pilotos de baixa estatura, que terão ainda uma “pitada” de esportividade na tocada. Apesar das benesses de seu estilo esportivo, a moto traz a alma da naked Bandit 650 com alguns benefícios. Como por exemplo, a proteção aerodinâmica oferecida pela carenagem integral e o apelo visual, que agrada alguns motociclistas.
Bandit carenada
A motorização da GSX 650F é exatamente a mesma da linha Bandit 650cc: quatro cilindros em linha, 656cm³ de capacidade, DOHC (duplo comando de válvulas no cabeçote), que produz 85 cv a 10.500 rpm de potência máxima e 6,27 kgm.f a 8.900 rpm de torque máximo. Tem também as mesmas qualidades de suas irmãs “peladas”: torque desde as baixas rotações; engates de marchas, macios e precisos; e o motor liso, sem engasgos, que entrega a potência de forma gradativa, sem assustar o motociclista.
As semelhanças com a família são tantas que podemos chamar a GSX 650F de “Bandit carenada”. Afinal, a ciclística dessa Suzuki traz receitas de sucesso já consagradas nas outras integrantes da família. Quadro berço duplo tubular em aço, com garfo telescópico tradicional ajustável na pré-carga da mola, na suspensão dianteira, e balança monoamortecida, na traseira, também regulável na pré-carga da mola.
Ambas trabalham de acordo com sua proposta, são macias e copiam bem as imperfeições do piso. Para auxiliar neste trabalho de absorção de impactos, a sport touring da Suzuki está calçada com pneus Bridgestone de perfil esportivo – 120/70-17 (dianteira) e 160/60-17 (traseira).
O sistema de freio dianteiro da GSX 650F conta com duplo disco flutuante com 310 mm diâmetro, mordido por pinças de quatro pistões opostos. O freio traseiro, de disco simples de 240 mm de diâmetro, traz pinça deslizante. O dianteiro se mostrou mais eficiente. O traseiro precisava de mais alguns quilômetros rodados para acomodar as pastilhas.
A GSX650F tem o farol multi refletor de lente plana. Na traseira, a lanterna foi instalada sob a rabeta e as setas contam com lentes transparentes com lâmpadas na cor âmbar, que oferecem melhor visibilidade aos outros motoristas e motociclistas. O painel de instrumentos é de fácil visualização e conta com shift-light.
Praticamente, uma Bandit carenada, porém com 1kg a mais e “muitos” reais mais cara, a GSX 650F está disponível nas cores preta, preta/prata e azul/branco. O preço sugerido dessa versão sport-touring é de R$ 34.594, mais cara que a Bandit naked, vendida por R$ 31.151, e também que a versão semi-carenada S, cotada a R$ 32.709.
Ficha Técnica
Motor: DOHC, quatro tempos, quatro cilindros em linha e refrigeração líquida
Cilindrada: 656 cm³
Diâmetro x curso: 65,5 x 48,7 mm
Taxa de compressão: 11,5:1
Potência máxima: 85 cv a 10.500 rpm
Torque máximo: 6,27 kgf•m a 8.900 rpm
Sistema de Combustível: Injeção eletrônica
Partida: Elétrica
Câmbio: Seis velocidades
Transmissão: Corrente
Quadro: Tubular, berço duplo em aço
Suspensão:
Dianteira: Garfo telescópico, ajustável e com pré-carga da mola
Traseira: Monoamortecida, com regulagem na pré-carga da mola
Dianteiro: 120/70-ZR17
Traseiro: 160/60-ZR17
Freios:
Dianteiro: Disco duplo de 310 mm, com pinças de quatro pistões opostos
Traseiro: Disco de 240 mm, com pinça de um pistão
Dimensões: CxLxA 2.130 mm x 760 mm x 1.235 mm
Entre-eixos: 1.470 mm
Distância do solo: 125 mm
Altura do assento: 770 mm
Capacidade do tanque: 19 litros
Peso seco: 216 kg
Preço: R$ 34.594,00
Fotos: Mario Villaescusa