Tratamento de Obesidade na Adolescência Curitiba, Paraná

Procurando por Tratamento de Obesidade na Adolescência em Curitiba? Encontre aqui endereços e telefones de hospitais e médicos em Curitiba que podem esclarecer suas dúvidas sobre Tratamento de Obesidade na Adolescência em sua cidade. Aproveite para conseguir dicas e mais informações sobre Tratamento de Obesidade na Adolescência com nossos artigos educativos.

Hospital da Plástica de Curitiba
(41) 3027-1413
Avenida Cândido Hartmann 2010
Curitiba, Paraná
 
Climest
(41) 3078-6565
Avenida Desembargador Hugo Simas 830
Curitiba, Paraná
 
Anna Pegova
(41) 3264-5122
Avenida Nossa Senhora da Luz 2426
Curitiba, Paraná
 
Maria R M Silva
(41) 3338-9410
Avenida Desembargador Hugo Simas 1757 sl 5
Curitiba, Paraná
 
Graça Clínica de Estética
(41) 3333-8586
Rua Engenheiro Rebouças 2895 ap 13
Curitiba, Paraná
 
A Casa da Estética
(41) 3267-7575
Rua Delegado Leopoldo Belczak 1500
Curitiba, Paraná
 
Não Pelo
(41) 3085-7735
Rua Benjamin Lins 766 lj 4
Curitiba, Paraná
 
Arte do Corpo Estética
(41) 3232-7289
Avenida Iguaçu, 1402
Curitiba, Paraná
 
Esteticale
(41) 3336-2691
Rua Padre Anchieta 1691 - 12 sl 1205
Curitiba, Paraná
 
Annaclin Medicina e Estética
(41) 3026-5854
Rua Petit Carneiro 414
Curitiba, Paraná
 

Como tratar a obesidade na adolescência

Os Fast foods e a falta de exercício físico podem aparecer rapidamente na balança. Cada vez mais, os americanos estão se ficando acima do peso em idades mais e mais jovens. Muitos adolescentes estão sendo considerados obesos agora – que é determinado pelo seu índice de massa corporal (IMC) – mais do que nunca. Estudos mostram que crianças e adolescentes obesas têm uma chance maior de se tornarem adultos obesos. Além disso, a obesidade provoca dificuldades, tanto físicas como emocionais, por isso, a manutenção de um peso corporal saudável é importante para todos. Se você acredita que seu filho adolescente pode ser obeso, você pode calcular seu IMC usando o link à direita. Depois disso, verifique as sugestões abaixo para o tratamento da obesidade na adolescência:
Vá ao médico. É importante fazer um check-up antes de começar um programa de exercícios ou fazer mudanças na dieta com o objetivo da perda de peso. Marque um exame físico para avaliar a saúde geral do seu adolescente e para regular qualquer disordem do metabolismo. O seu médico poderá te dar conselhos individuais baseados na altura, peso e nível atual de exercícios do seu adolescente.

Pronto pra começar! Assim que tiver obtido a permissão do seu médico, você pode começar a implementar mudanças. É importante que toda a família, e não apenas o adolescente com sobrepeso, esteja envolvido em exercícios e em uma alimentação saudável. Não há necessidade de destacar seu adolescente, pois é benéfico para todos comer bem e permanecer ativo.

Não estoque guloseimas e alimentos de alto teor calórico em sua casa.Tenha certeza que você tem uma ampla oferta de produtos frescos disponíveis para lanches, e concentre o planejamento das refeições em fontes de proteína magra, cereais integrais, legumes e verduras, e sobremesas de frutas frescas. Tornando difícil escolher os alimentos com açucar ou gordurosos, é provável que o seu adolescente coma menos deles. Além disso, ao reservar estes alimentos para as refeições ocasionais fora, seu adolescente irá se satisfazer se servindo uma vez, ao invés de ter acesso constante a alimentos inadequados.

Bebidas importam. Água pura é a melhor escolha, e é importante beber bastante. Porém, a água pode ser um pouco entediante, então o seu adolescente, provavelmente, vai querer escolhas adicionais. Refrigerantes adoçados têm um monte de calorias vazias – uma popular cola tem 150 calorias em uma lata de 350ml. Suco de frutas industrializados também contêm um monte de calorias. A melhor opção seria um suco de frutas feito com a metade da habitual quantidade de suco e uma igual quantidade de água com gás simples. Isso dá uma sensação de refrigerante de fruta sem todas as calorias. Na compra de leite, escolher o magro.

Prazeres ocasionais são bons para todo mundo, mas tente incorporá-los em atividades familiares. Por exemplo, faça um passeio de bicicleta até a sorveteria, ou faça uma caminhada no jardim zoológico seguida de um almoço na lanchonete local. Se você pedircarne magra, como peru ou frango no pão integral, a pequena indulgência pode permanecer saudáveis e de baixa caloria. Lembre-se, condimentos pode aumentar as calorias rapidamente – aprender a substituir a mostarda por maionese e para pule o queijo completamente.

Leia rótulos. Incentive seu adolescente para se familiarizar com rótulos e embalagens dos alimentos para usá-los como um guia para fazer boas escolhas. Calorias, gorduras, açúcar, fibras e outras informações alimentares são impressas em todas as embalagens de alimentos e bebidas – os ler cuidadosamente pode ajudar seu adolescente a permanecer dentro das recomendadas de cada um.

Cozinhe corretamente. Quando possível, grelhe ou asse no forno, ao invés de fritar. Re-treine os gostos de todos (e não apenas os do adolescente) para apreciar os alimentos em sua forma mais simples. Demora um pouco, mas uma vez que eles são uma parte regular da dieta do seu filho adolescente, ele vai aprender a apreciar vegetais sem manteiga ou molho de queijo, sanduíches magros, frutas frescas e saladas sem molhos de alto teor de gordura. Aprenda a usar especiarias e ervas frescas para melhorar o sabor da comida de sua família, em vez de confiar em gordura e açúcar.

Comam juntos. Estudos mostram que as pessoas tendem a consumir menos calorias durante uma refeição familiar descontraída do que quando eles comem na frente da televisão ou do computador. Desacelerar o ritmo da alimentação permite que o seu cérebro obtenha o sinal de que você está cheio (o que leva cerca de 20 minutos), de modo que você pode se sentir satisfeito, enquanto ingerepequenas refeições.

Vá a escola. Peça que a escola do seu filho estoque apenas alimentos e bebidas saudáveis em suas máquinas automáticas e, em seu refeitório. Muitas máquinas automáticas e almoços escolares oferecem refrigerantes, batatas fritas, e doces, contribuindo para o problema da obesidade na adolescência. Se necessário, reúna com outros pais e peça um tempo para falar em uma reunião doconselho escolar.

Mexa-se. Tornar-se fisicamente ativo é bom para o corpo, assim como para a saúde geral do seu adolescente. Atividades simples como caminhar ou andar de bicicleta podem fazer uma grande diferença. À medida que seu adolescente começa a entrar em melhor forma e começa a ter uma maior confiança em seu corpo, incentive a participação nas atividade atléticas da escola.

Partilhe as suas histórias. Fale com o seu adolescente sobre a sua própria luta contra o peso ou outros problemas que você teve. Issopode realmente ser benéficos para ele entender que todos têm dificuldades, as vezes. Enfatize que existem soluções viáveis, e que vai ajudá-lo a encontrá-las.

Apoie. Perder peso e ficar em forma exige uma revisão geral de hábitos de longa data, o que pode ser difícil. Nunca repreenda ou subestime o seu adolescente pelo seu peso (ou, por qualquer motivo). Aborde do peso como um problema de saúde, não como uma falha ou fraqueza pessoal.

Nunca utilize os alimentos como um castigo ou uma recompensa. Ensine seus filhos a olhar para o alimento como ele realmente é – combustível para os seus corpos.

Permita um tempo suficiente. Não é saudável nem preferível perder peso muito rapidamente, por isso seja paciente e incentive o seu adolescente a ser paciente também. Idealmente, o processo perder os quilos em excesso e melhora do preparo físico irão contribuir para estabelecer hábitos de longa duração das escolhas alimentares, e incorporar atividades em uma rotina diária. Seu adolescente não se tornou obesos de um dia pro outro – a solução vai levar tempo, também.

Descubra os porquês. As pessoas se tornam obesas por várias razões, desde o estabelecimento de hábitos errados até usar a comida como uma maneira de aliviar o tédio e diminuir o stress. Converse com o seu adolescente sobre os seus sentimentos. Se ele exibir sinais de depressão ou ansiedade, certifique-se de procurar ajuda profissional.

Olhe no espelho. Muitas vezes, a falta de exercícios e hábitos alimentares ruins são um problema familiar. Mesmo se você não estiver com sobrepeso, é uma boa idéia analisar as suas escolhas alimentares e nível de exercícios físicos. Se você sente que seria benéfico para você fazer algumas melhorias, talvez você poderia ter o adolescente como seu parceiro para ajudar um ao outro a alcançar seus objetivos.

Obtenha ajuda. Existe uma série de bons livros para ajudar a formular um plano com o adolescente para ter o seu peso sob controle. Algumas boas escolhas são Trim Kids, por Southern&Melinda S. T. Kristian Von Almen ou Ajudando o seu filho perder peso de maneira saudável: Uma abordagem familiar para controle do peso, por Judith A. Levine & Linda Bine. Peça ao médico da família ou na livraria por outras recomendações.

Pense em um acampamento. Existe uma série de acampamentos projetados especificamente para ajudar as crianças e adolescentes com sobrepeso e obesidade a entrar no caminho para melhorar a forma física. Eles oferecem oportunidades de atividades físicas, refeições nutritivas, e um ambiente de apoio à construção de auto-estima.

Dicas rápidas:

Ao ler os rótulos dos alimentos, não se esqueça de verificar o tamanho da porção. Muitas vezes, as embalagens contêm mais de uma porção.